Voar é um desejo que começa em criança!

quinta-feira, 22 de abril de 2010

Dia da Aviação de Caça


Brasília, 22 de abril de 2010

PALAVRAS DO COMANDANTE-GERAL DE OPERAÇÕES AÉREAS

O HOMEM, APÓS INVENTAR O AVIÃO, VISLUMBROU SEU EMPREGO COMO ARMA DE GUERRA. NASCENDO ASSIM A AVIAÇÃO DE CAÇA, FRUTO DA NECESSIDADE DE DESTRUIR “OS OBSERVADORES AÉREOS DO CAMPO DE BATALHA”. SENDO O MESTRE DESSA ARMA DE GUERRA, O PILOTO DE CAÇA.
A INDÚSTRIA AERONÁUTICA MUNDIAL SEGUIU COM O PROPÓSITO DE ARMAR OS AVIÕES E TRANSFORMÁ-LOS CADA VEZ MELHOR EM UMA PLATAFORMA DE TIRO A ALVOS AÉREOS E TERRESTRES.
NO BRASIL, AVIAÇÃO DE CAÇA COMEÇOU A OPERAR EM 1933, QUANDO A AVIAÇÃO NAVAL CONSTITUIU A PRIMEIRA DIVISÃO DE CAÇA DA MARINHA E O EXÉRCITO CRIOU O PRIMEIRO REGIMENTO DE AVIAÇÃO. ATÉ A FUNDAÇÃO DO MINISTÉRIO DA AERONÁUTICA EM 1941, OS AVIÕES DE CAÇA CUMPRIAM PROGRAMAS DE ADESTRAMENTO SEM A PREOCUPAÇÃO DE SEU EMPREGO COMO ARMA DE GUERRA.
EM 1943 A FORÇA AÉREA BRASILEIRA ESTRUTUROU O PRIMEIRO GRUPO DE AVIAÇÃO DE CAÇA, COMANDADO PELO ENTÃO MAJOR AVIADOR NERO MOURA. ESTA UNIDADE FOI CONSTITUIDA PARA JUNTAMENTE AO CONTIGENTE MILITAR BRASILEIRO NAS OPERAÇÕES DA SEGUNDA GUERRA MUNDIAL, EM 31 DE OUTUBRO DE 1944, APÓS REALIZAREM TREINAMENTOS NO PANAMÁ E NOS ESTADOS UNIDOS, PARTIREM PARA COMBATER NOS CÉUS DA EUROPA, INTEGRANDO, COMO ELEMENTOS DE ESQUADRILHAS, O TRICENTÉSIMO QUINQUAGÉSIMO GRUPO DE CAÇA NORTE-AMERICANO.
POSTERIORMENTE, O “SENTA PUA”, COMO FOI INTITULADO O GRITO DE GUERRA DO PRIMEIRO GRUPO DE CAÇA, PASSOU A MONTAR SUAS PRÓPRIAS OPERAÇÕES EM 11 DE NOVEMBRO DE 1944, VOANDO DE SUA BASE EM TARQUÍNIA E USANDO O INDICATIVO DE CHAMADA “JAMBOCK”.
O AUGE DAS MISSÕES IRIA OCORRER NO DIA 22 DE ABRIL DE 1945. NAQUELE DIA, DE CLIMA FRIO, ENCOBERTO E COM NEVOEIRO, TRÊS ESQUADRILHAS DECOLARAM AO AMANHECER, COM A FINALIDADE DE ATACAR ALVOS NA REGIÃO DE SAN BENEDETTO, DESTRUINDO PONTES, BALSAS, VEÍCULOS MOTORIZADOS E FORTIFICAÇÕES ALEMÃS. AO FINAL DESSE DIA, O PRIMEIRO GRUPO DE CAÇA VOOU QUARENTA E QUATRO MISSÕES INDIVIDUAIS TENDO DESTRUÍDO MAIS DE CEM VEÍCULOS E OUTROS ALVOS.
ESSE FOI O DIA NO QUAL FORAM REALIZADOS O MAIOR NÚMERO DE MISSÕES DE COMBATE PELO PRIMEIRO GRUPO DE AVIAÇÃO, E É POR ISSO QUE O DIA 22 DE ABRIL FOI ESCOLHIDO PARA COMEMORAR O “DIA DA AVIAÇÃO DE CAÇA”.
APÓS O FIM DA SEGUNDA GUERRA MUNDIAL, O PRIMEIRO GRUPO DE AVIAÇÃO DE CAÇA SE INSTALOU NA BASE AÉREA DE SANTA CRUZ, ONDE SEUS PILOTOS, COM EXPERIÊNCIA DE GUERRA, TERIAM OUTRA TAREFA – IMPLANTAR E DESENVOLVER UMA “ESCOLA DE FORMAÇÃO DE PILOTOS DE CAÇA” PARA A FORÇA AÉREA BRASILEIRA, BUSCANDO DISSIMINAR A DOUTRINA, OS ENSINAMENTOS OPERACIONAIS E O VALOR MORAL DE UM PILOTO DE CAÇA.
SEGUINDO POR VÁRIAS GERAÇÕES, TODOS ESSES CONHECIMENTOS FORAM DIFUNDIDOS E PERPETUADOS CONTRIBUINDO PARA O APRIMORAMENTO OPERACIONAL DA FORÇA. CADA VEZ MAIS ESSE APRIMORAMENTO TORNA-SE NECESSÁRIO EM VISTA DA AQUISIÇÃO DE NOVAS AERONAVES, ARMAMENTOS E EQUIPAMENTOS.
É PROCURANDO ESSA ATUALIZAÇÃO, QUE O COMANDO-GERAL DE OPERAÇÕES AÉREAS INVESTE NA CAPACITAÇÃO DE SEUS RECURSOS HUMANOS DAS UNIDADES AÉREAS DA FORÇA.
NA SUPERIORIDADE AÉREA, NO ATAQUE, NA DEFESA AÉREA OU NO ADESTRAMENTO DAS EQUIPAGENS, O PILOTO DE CAÇA DE HOJE MANTÉM O MESMO ESPÍRITO COMBATENTE DE NOSSOS GLORIOSOS PILOTOS DO PRIMEIRO GRUPO DE CAÇA, MOSTRADOS NOS CAMPOS DA ITÁLIA DURANTE A SEGUNDA GUERRA MUNDIAL, ONDE DEDICARAM SUAS VIDAS EM PROL DA OPERACIONALIDADE DA FORÇA AÉREA BRASILEIRA E DA NOSSA PÁTRIA.
SER UM PILOTO DA CAÇA É GUARDAR NO OLHAR O ESPÍRITO DO ORGULHO DE TER RESGATADO A DIGNIDADE DE TODO UM POVO COM AS PRÓPRIAS MÃOS. É SABER QUE SEU EXEMPLO DE BRAVURA E DE PATRIOTISMO FOI CONSTRUÍDO COM A INTEGRIDADE DOS QUE SE DOAM SEM ESPERAR EVENTUAIS BENESSES, FAZENDO O QUE TINHA QUE SER FEITO E MANTENDO-SE ALERTAS.
APÓS SESSENTA E CINCO ANOS DAQUELE DIA GLORIOSO DO PRIMEIRO GRUPO DE AVIAÇÃO DE CAÇA NOS ARES DA ITÁLIA, OS IDEAIS QUE EMPOLGARAM SEUS INTEGRANTES PERMANECEM NOS HOMENS QUE VOAM E FAZEM VOAR OS CAÇAS DA FORÇA AÉREA BRASILEIRA.
PARABÉNS À AVIAÇÃO DE CAÇA!
“SENTA A PUA!” “BRASIL”
TEN BRIG AR GILBERTO ANTONIO SABOYA BURNIER
COMANDANTE-GERAL DE OPERAÇÕES AÉREAS