Voar é um desejo que começa em criança!

domingo, 25 de março de 2012

Especial de Domingo

Dia do Especialista de Aeronáutica
Disciplina, amor e coragem. Com este lema, a Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR), que hoje completa 71 anos, já formou mais de 65.000 militares, os Especialistas da Aeronáutica.
O que fazem estes profissionais?
Qual a sua importância para a Força Aérea?
Fundada em 1941, na antiga Escola de Aviação Naval, na Ponta do Galeão (RJ), a Escola de Especialistas inicialmente oferecia os cursos para o pessoal técnico de voo, necessidade premente para a época. A Aeronáutica acabava de ser criada e precisava de uma equipe de profissionais especializados.
Em 1950, a Escola de Especialistas foi transferida para Guaratinguetá (SP).
Passados 71 anos, o “Berço dos Especialistas”, como é conhecida a escola, aumentou a oferta de cursos e já preparou militares para as mais diversas funções. Existem duas formas de ingresso: o Curso de Formação de Sargentos (CFS), que dura dois anos, direcionado para o candidato com ensino médio completo; para quem já concluiu o curso técnico, a opção é o Estágio de Adaptação à Graduação de Sargentos (EAGS), que dura cerca de seis meses. A escola oferece 27 opções de formação profissional nas mais diversas áreas.O curso mais procurado atualmente é o da especialidade Controle do Tráfego Aéreo, criado em 2007 e que chegou a ter 63,33 candidatos por vaga. Em média, 1.300 alunos ingressam todos os anos na Escola de Especialistas – a maioria dos matriculados é do sexo masculino (60%), estudou em escola pública (79%) e saiu da região sudeste (52%).
No Comando da Aeronáutica, desde a criação da Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR), em 25 de março de 1941, coube aos especialistas cumprirem a missão de fazer voar, formando, com os pilotos, um conjunto de todo eficaz.Ao “Especialista de Aeronáutica” foi confiada a tarefa de prestar o adequado suporte à Força Aérea Brasileira, atuando em todos os setores, que vão da área técnica à humana.
No dia de fundação da EEAR é que se comemora o Dia do Especialista de Aeronáutica.

História
Em decorrência das dificuldades surgidas com a II Guerra Mundial, agravadas pela entrada do Brasil no conflito, e com o crescimento da Força Aérea, verificou-se a necessidade de incrementar a formação de técnicos, em número suficiente para antender à demanda crescente.
A Escola de Especialistas de Aeronáutica, situada na Ilha do Governador - RJ, não tinha condições de, em curto espaço de tempo, estruturar-se para formar a quantidade de pessoal necessária para manter a infra-estrutura e operar a Força, tanto internamente como fora do Território Nacional.
Como solução imediata, muitos militares e civis foram enviados aos Estados Unidos para que, através de cursos, pudessem satisfazer às necessidades mais prementes das FAB.
Esta solução, contudo, começou a sofrer restrições por ser muito onerosa. Após novos estudos, decidiu-se por contratar a "Organização John Paul Ridle Aviation Tecnical School", a qual instalou no Brasil, na cidade de São Paulo, uma Escola Técnica de Aviação - ETAv, com todo o acervo, incluindo técnicos, professores e administradores.
A ETAv passou a complementar a formação de especialistas, suprindo as carências então verificadas.
Com o término das hostilidades, embora a necessidade de técnicos para manter as diversas unidades criadas ainda fosse grande, houve certa estabilização na formação de pessoal. Verificou-se, então, que já não era necessário existirem duas escolas com a mesma finalidade e que, consequentemente, estava havendo dispersão de meios.Como solução, houve a fusão das duas Escolas, nascendo em 1950, com sede em Guaratinguetá - SP, a atual Escola de Especialistas de Aeronáutica – EEAR, instalada em terras da antiga Escola Prática de Agricultura e Pecuária, doadas ao Ministério da Aeronáutica em 05 de maio de 1950.

Pesquise: Blog do NINJA – Núcleo Infantojuvenil de Aviação em 08/08/2010, 22/03/2011 , 25/03/2011 e 15/09/2011.

Visite: www.eear.aer.mil.br