Voar é um desejo que começa em criança!

sábado, 2 de junho de 2012

Carreiras na Aviação

Aviadora se capacita para voar o maior jato da FAB
As mulheres da primeira turma de aviadoras da Força Aérea Brasileira seguem deixando seus nomes destacados na história da aviação. No dia 26 de maio de 2012, na Base Aérea de Canoas, no sul do país, a 1º Tenente Aviadora Adriana Gonçalves realizou a primeira instrução pilotando a aeronave KC-137 (Boeing 707). No Brasil, ela é a única mulher militar a levantar voo no comando do maior avião da Força Aérea. O Boeing KC-137 é uma versão militar do Boeing 707. Adaptado para reabastecimento em voo e transporte de carga, o KC-137 permite aos caças da FAB aumentar seu raio operacional. É equipado com 4 motores jato Pratt & Whitney. Atinge velocidade máxima de 966 Km/h. “É uma grande responsabilidade e estamos sempre pensando nisso para fazer o melhor trabalho. É muita dedicação e profissionalismo”, disse a Tenente Adriana, antes de embarcar para o seu terceiro voo pilotando o gigante que mede mais de 46 metros de comprimento e 44 de envergadura.
Para cumprir todos os tipos de missões do 2º Esquadrão do 2º Grupo de Transporte, Esquadrão Corsário, a aviadora sabe que ainda terá mais estudo e treinamento pela frente. “Estou no início da minha formação e ainda vou me aprimorar para cumprir tudo da melhor maneira. A expectativa é realizar as missões de Reabastecimento em Voo (REVO), que serão novidade porque ainda não cumpri nos esquadrões anteriores”, explica Adriana. Na teoria, ela já está pronta: foi a primeira colocada no Curso Teórico de REVO concluído em março deste ano. Formada na Academia da Força Aérea em 2006, a Tenente Adriana é uma das 11 mulheres integrantes da primeira turma de aviadoras da FAB. Na semana passada, também na Base Aérea de Canoas, a 1º Tenente Aviadora Joyce de Souza Conceição, outra integrante da primeira turma de aviadoras, tornou-se a primeira mulher militar apta a pilotar a aeronave C-130 Hércules.

Fonte: Agência Força Aérea