Voar é um desejo que começa em criança!

quarta-feira, 27 de agosto de 2014

Transporte aéreo

Avaliação de 15 aeroportos nacionais
Uma pesquisa da Secretaria Nacional de Aviação Civil avaliou a qualidade dos serviços nos 15 principais aeroportos brasileiros. Foram ouvidas mais de 15 mil pessoas. O maior aeroporto do país é também onde os passageiros tem a pior impressão. Em uma escala que vai de um a cinco, Guarulhos, na Grande São Paulo, ficou em último lugar: 3,09. A reclamação foi geral: do atendimento, da falta de conforto, da falta de cadeiras. Cristian Reis andou bastante até achar uma tomada para carregar o celular, mas teve que esperar em pé. “Já fiquei feliz porque encontrei aqui para poder esperar o voo e ficar em comunicação e contato com a família e os amigos”, disse. Quem passa pelo terminal disse que se sente inseguro e que falta limpeza. A pesquisa foi feita pela Secretaria Nacional de Aviação Civil no segundo trimestre de 2014, bem no começo da Copa do Mundo. Em todo país, os passageiros avaliaram a estrutura, o estacionamento, os serviços, o tempo de espera para fazer o check-in, receber as malas. O Aeroporto Internacional Afonso Pena, em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba, foi considerado o melhor do país, conforme uma pesquisa feita pela Secretaria de Aviação Civil (SAC) com passageiros entre abril e junho deste ano, bem no começo da Copa do Mundo. Em uma escala de um a cinco, o aeroporto atingiu a marca 4,1 pontos. Esta é a segunda edição da pesquisa e, apesar da nota do terminal ter caído, marca a liderança consecutiva do Afonso Pena. A avaliação foi divulgada na terça-feira (5) e mostra que em segundo lugar está o Santos Dumont, no Rio de Janeiro, com nota 4,07. Já o Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo, ficou em último lugar com nota 3,09. A média nacional nos meses de referência foi em 3,82 pontos. Na maioria dos aeroportos pesquisados, o custo para estacionar o carro, para fazer compras e, principalmente, para fazer lanche é o que mais deixa os passageiros insatisfeitos. E a alimentação foi o item com a pior avaliação.

Movimento de aeronaves
O aeroporto de Brasília ultrapassou Congonhas (São Paulo), e o Galeão (Rio) e se transformou no 2° mais movimentado aeroporto do Brasil. Segue atrás de Guarulhos (SP). Brasília cresceu 13,3%. Já o fluxo de passageiros nos três grandes aeroportos administrados por empresas privadas - Guarulhos, Brasília e Campinas - cresceu 11,7% no primeiro semestre em relação ao mesmo período do ano passado. Já nos 63 aeroportos da Infraero, a variação foi de 5,9%. Entre os motivos apresentados pelo salto de Brasília estão, além do investimento em infraestrutura, a redução no ano passado de 25% para 12% a alíquota do ICMS sobre o querosene de aviação, atraindo voos de conexão.