Voar é um desejo que começa em criança!

quarta-feira, 30 de setembro de 2015

Mulheres na Aviação

Será realizado no dia 24 de outubro o 1º Encontro de Mulheres na Aviação Brasileira. O evento acontecerá em Goiânia, no aeródromo nacional de aviação, a partir das 7h, e contará com atrações como palestras, shows de acrobacias aéreas, paraquedismo, aeromodelismo e apresentações musicais. Inscrições devem ser feitas pelo site www.mulheresnaviacao.com.br. Para visitantes, o ingresso será trocado por 1 kg de alimento não perecível — o credenciamento com acesso a todas as atividades custará R$ 35 para homens e R$ 20 para mulheres. O objetivo do encontro é reunir profissionais ligadas à aviação e expor para a comunidade o espaço que a mulher está conquistando no setor. O evento será aberto tanto para profissionais do setor aéreo como para estudantes de escolas de aviação e a comunidade em geral.

1º Encontro de Mulheres na Aviação Brasileira
Data: 24/10/2015
Horário: a partir das 7h
Local: aeródromo nacional de aviação – SWNV

Programação:

07:00 – 09:00 - Chegada de aeronaves

09:00 – 09:30 - Cerimônia de abertura

09:30 – 10:00 - Palestra 01:
História da mulher na aviação

10:00 – 10:30 - Show acrobático

10:30 – 11:00 - Palestra 02:
Segurança Operacional / SGSO

11:00 – 11:30 - Aviação Agrícola

11:30 – 12:00 - Palestra 03:
História e desafios da acrobata Marta Lucia Bognar

12:00 – 13:00 - Almoço

13:00 – 13:30 - Palestra 04:
A responsabilidade civil no controle de tráfego aéreo: estudo de caso

13:30 – 14:00 - Planador

14:00 – 14:30 - Palestra 05:
Os desafios enfrentados até chegar a comandante

14:30 – 15:00 - Lançamento de Paraquedistas

15:00 – 15:30 - Palestra 06:
Fatores Humanos

15:30 – 16:00 - Ultraleve

16:00 – 16:30 - Palestra 07:
Processo de concessão de habilitações e licenças

16:30 – 16:45 - Aeromodelismo

16:45 – 17:15 - Palestra 08:
O desafio de ser a primeira mulher a comandar um helicóptero de ataque da FAB

17:15 – 17:45 - Paramotor

17:45 – 18:15 - Encerramento das operações

18:15 – 19:30 - Livre

19:30 - Apresentação musical e confraternização

terça-feira, 29 de setembro de 2015

EMBRAER

Embraer lança Programa de Trainees 
A Embraer lançou no último dia 25/9 a primeira edição do seu Programa de Trainees, voltado para profissionais recém-formados residentes no Brasil e nos Estados Unidos que desejam trabalhar na empresa. As inscrições estão abertas e podem ser feitas pelo site http://embraer.across.jobs.

“Nosso programa de trainees buscou consolidar as melhores práticas observadas em outras iniciativas e também considera a experiência de 15 anos da empresa com seu Programa de Especialização em Engenharia”, afirma o Vice-Presidente de Pessoas da Embraer, Maurício Aveiro. 

Podem se candidatar ao Programa de Trainees Embraer profissionais com curso superior concluído entre dezembro de 2013 e dezembro de 2015 nas seguintes áreas: administração, direito, economia, engenharia, psicologia, publicidade, recursos humanos e sistemas de informação. Fluência no inglês também é condição para seleção.

As atividades do Programa de Trainees começam em janeiro de 2016, com previsão inicial para contratação de até 20 pessoas. Os jovens selecionados passarão por diversas ações de desenvolvimento ao longo de dois anos em sala de aula e em serviço (on the job training), incluindo treinamento em diversas áreas (job rotation).

Os profissionais selecionados poderão atuar nas unidades de negócio da Empresa, bem como nas áreas de Auditoria Interna, Finanças, Operações e Cadeia de Fornecedores, Recursos Humanos e TI.

segunda-feira, 28 de setembro de 2015

Especialistas da FAB

Eletrônica aplicada à aviação

O CECOMSAER - Centro de Comunicação Social da Aeronáutica apresenta edição do Programa Especialistas da FAB mostrando as atribuições do sargento especializado em eletrônica. Você ficará sabendo como se dá a progressão na carreira e as disciplinas que o aluno precisa cursar na Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR), sediada em Guaratinguetá (SP), para se tornar um profissional da área.

Saiba como se tornar um sargento especialista:

domingo, 27 de setembro de 2015

Especial de Domingo

Divulgamos hoje a Expedição Aeroclubes, magnífica iniciativa do piloto Yuri das Graças e Silva, editor do Portal Pilotocomercial. Vamos apoiar!!
Boa leitura.
Bom domingo!

Jaguariunense quer realizar projeto inédito de aviação
Um projeto de aviação inédito levará o nome da cidade de Jaguariúna-SP para todos os cantos do Brasil.

O piloto jaguariunense Yuri das Graças e Silva realizará uma expedição aérea de 35 mil km de voo, passando por todos os estados em mais de 200 cidades brasileiras.

O objetivo é visitar todos aeroclubes (incluindo os desativados) e finalizar com um documentário inédito (livro + DVD), além de divulgar o portal pilotocomercial criado há onze anos pelo piloto e que hoje colabora com milhares de estudantes que procuram a aviação como profissão ou hobby. 

Com a expedição em curso num avião monomotor, a equipe formada por Yuri, um auxiliar de voo e um cinegrafista, pretende também documentar os problemas enfrentados por muitos clubes que estão parados aguardando recursos para manutenção de seus aviões e que, por falta de investimento e do alto preço do combustível, estão tendo que fechar as portas por causa da evasão de alunos.

“Durante toda viagem coletaremos informações, críticas e sugestões das condições locais de cada lugar para montarmos um documentário e depois trabalhar para encontrar soluções”, explica Yuri. 

Com o documentário em mãos, Yuri encaminhará o projeto às autoridades competentes para conseguir melhorias.

“Infelizmente o investimento no Brasil pra este tipo de projeto é muito pequeno. Sei que podemos fazer muito mais e procurar novas parcerias para financiar e apoiar essa atividade que exerce tanta paixão em muita gente”.

Em toda cidade que pousar, a equipe moverá uma ação social em parceria com escolas municipais promovendo um concurso de desenho entre os alunos.

Vencedores de cada série conhecerão a aeronave de perto e vão aprender um pouco sobre a história da aviação.

“O trabalho com as escolas será o combustível emocional de nossa expedição, pois muito mais que divulgar um projeto e buscar soluções para as escolas, pretendemos levar um pouco de conhecimento e esperança para crianças que buscam nos estudos uma nova oportunidade de vida”, explica Yuri. 

Aeroclubes (ativos e inativos):
AEROCLUBE ACRE
AEROCLUBE ALAGOAS
AEROCLUBE ALEGRETE
AEROCLUBE ALFENAS
AEROCLUBE ALMENARA
AEROCLUBE AMAPÁ
AEROCLUBE AMAZONAS
AEROCLUBE AQUIDAUANA
AEROCLUBE ARAGUARI
AEROCLUBE ARARAQUARA
AEROCLUBE ARARAS
AEROCLUBE ARAXÁ
AEROCLUBE ASSIS
AEROCLUBE BAGÉ
AEROCLUBE BAHIA
AEROCLUBE BARBACENA
AEROCLUBE BARIRI
AEROCLUBE BARRETOS
AEROCLUBE BATATAIS
AEROCLUBE BAURU
AEROCLUBE BEBEDOURO
AEROCLUBE BENTO GONÇALVES
AEROCLUBE BIRIGÜI
AEROCLUBE BIRITIBA MIRIM
AEROCLUBE BLUMENAU
AEROCLUBE BOTUCATU
AEROCLUBE BRAGANÇA PAULISTA
AEROCLUBE BRASIL
AEROCLUBE BRASÍLIA
AEROCLUBE CAÇADOR
AEROCLUBE CAÇAPAVA DO SUL
AEROCLUBE CACHOEIRA DO SUL
AEROCLUBE CACHOEIRO DO ITAPEMIRIM
AEROCLUBE CAMPINA GRANDE
AEROCLUBE CAMPINAS
AEROCLUBE CAMPO BELO
AEROCLUBE CAMPO MOURÃO
AEROCLUBE CANELA
AEROCLUBE CARAZINHO
AEROCLUBE CARUARU
AEROCLUBE CASA BRANCA
AEROCLUBE CATANDUVA
AEROCLUBE CAXIAS DO SUL
AEROCLUBE CHAPECÓ
AEROCLUBE CIDADE DO RIO GRANDE
AEROCLUBE CONCÓRDIA
AEROCLUBE CORNÉLIO PROCÓPIO
AEROCLUBE CRUZ ALTA
AEROCLUBE CURITIBANOS
AEROCLUBE DE LAVRAS
AEROCLUBE DE PORTO NACIONAL
AEROCLUBE DE SÃO MIGUEL DO OESTE
AEROCLUBE DE UBERABA
AEROCLUBE DE VOO A VELA CTA
AEROCLUBE DIVINÓPOLIS
AEROCLUBE DO CEARÁ
AEROCLUBE DOURADOS
AEROCLUBE ELDORADO DO SUL
AEROCLUBE ERECHIM
AEROCLUBE ESPÍRITO SANTO
AEROCLUBE ESPUMOSO
AEROCLUBE ESTADO DE MINAS GERAIS
AEROCLUBE ESTÂNCIA DE ATIBAIA
AEROCLUBE FEIRA DE SANTANA
AEROCLUBE FERNANDÓPOLIS
AEROCLUBE FOZ DO IGUAÇU
AEROCLUBE FRANCA
AEROCLUBE FRANCISCO BELTRÃO
AEROCLUBE FREDERICO WESTPHALEN
AEROCLUBE GARIBALDI
AEROCLUBE GOIÁS
AEROCLUBE GUAÍRA
AEROCLUBE GUAPORÉ
AEROCLUBE GUARAPUAVA
AEROCLUBE GUARATINGUETÁ
AEROCLUBE GUAXUPÉ
AEROCLUBE IBITINGA
AEROCLUBE IJUÍ
AEROCLUBE ILHÉUS
AEROCLUBE IMPERATRIZ
AEROCLUBE ITAJAÍ
AEROCLUBE ITANHAÉM
AEROCLUBE ITAPEVA
AEROCLUBE ITÁPOLIS
AEROCLUBE ITAQUI
AEROCLUBE ITU
AEROCLUBE ITUIUTABA
AEROCLUBE ITUVERAVA
AEROCLUBE JABOTICABAL
AEROCLUBE JACIARA
AEROCLUBE JAGUARÃO
AEROCLUBE JALES
AEROCLUBE JOAÇABA
AEROCLUBE JOINVILLE
AEROCLUBE JUIZ DE FORA
AEROCLUBE JUNDIAÍ
AEROCLUBE LAGES
AEROCLUBE LIMEIRA
AEROCLUBE LIVRAMENTO
AEROCLUBE LONDRINA
AEROCLUBE LUCÉLIA
AEROCLUBE MARANHÃO
AEROCLUBE MARÍLIA
AEROCLUBE MATO GROSSO DO SUL
AEROCLUBE MOCOCA
AEROCLUBE MOGI MIRIM
AEROCLUBE MONTENEGRO
AEROCLUBE MONTES CLAROS
AEROCLUBE MURIAÉ
AEROCLUBE NOVA IGUAÇU
AEROCLUBE NOVO HAMBURGO
AEROCLUBE OESTE DO PARANÁ – AEROESTE
AEROCLUBE OURINHOS
AEROCLUBE PALMEIRA DAS MISSÕES
AEROCLUBE PARÁ
AEROCLUBE PARÁ DE MINAS
AEROCLUBE PARACATU
AEROCLUBE PARAÍBA
AEROCLUBE PARANÁ
AEROCLUBE PASSO FUNDO
AEROCLUBE PASSOS
AEROCLUBE PATOS DE MINAS
AEROCLUBE PELOTAS
AEROCLUBE PENÁPOLIS
AEROCLUBE PERNAMBUCO
AEROCLUBE PIAUI
AEROCLUBE PIMENTA BUENO
AEROCLUBE PINDAMONHANGABA
AEROCLUBE PIRACICABA
AEROCLUBE PIRASSUNUNGA
AEROCLUBE PLANADORES ALBATROZ
AEROCLUBE PLANALTO CENTRAL
AEROCLUBE POÇOS DE CALDAS
AEROCLUBE PONTA GROSSA
AEROCLUBE PORTO SEGURO
AEROCLUBE PRAIA GRANDE
AEROCLUBE PRESIDENTE PRUDENTE
AEROCLUBE REDENÇÃO
AEROCLUBE REGIONAL DE MACAÉ
AEROCLUBE REGIONAL DE MARINGÁ
AEROCLUBE REGIONAL DE SÃO JOÃO DA BOA VISTA
AEROCLUBE REGIONAL DE TAUBATÉ
AEROCLUBE REGIONAL DO CARIRI
AEROCLUBE RESENDE
AEROCLUBE RIBEIRÃO PRETO
AEROCLUBE RIO CLARO
AEROCLUBE RIO GRANDE DO NORTE
AEROCLUBE RIO GRANDE DO SUL
AEROCLUBE RIO NEGRINHO
AEROCLUBE RONDÔNIA
AEROCLUBE RONDONÓPOLIS
AEROCLUBE RORAIMA
AEROCLUBE SANTA CATARINA
AEROCLUBE SANTA CRUZ DO SUL
AEROCLUBE SANTA MARIA
AEROCLUBE SANTARÉM
AEROCLUBE SANTIAGO
AEROCLUBE SANTO ÂNGELO
AEROCLUBE SÃO BORJA
AEROCLUBE SÃO CARLOS
AEROCLUBE SÃO JOÃO DEL REI
AEROCLUBE SÃO JOÃO NEPOMUCENO
AEROCLUBE SÃO JOSÉ DO RIO PARDO
AEROCLUBE SÃO JOSÉ DO RIO PRETO
AEROCLUBE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS
AEROCLUBE SÃO LOURENÇO
AEROCLUBE SÃO PAULO
AEROCLUBE SÃO SEBASTIÃO DO PARAÍSO
AEROCLUBE SERGIPE
AEROCLUBE SINOP
AEROCLUBE SOROCABA
AEROCLUBE SUL CATARINENSE
AEROCLUBE TANGARÁ DA SERRA
AEROCLUBE TATUÍ
AEROCLUBE TIETÊ
AEROCLUBE TUBARÃO
AEROCLUBE TUPÃ
AEROCLUBE TUPI PAULISTA
AEROCLUBE UBATUBA
AEROCLUBE UBERLÂNDIA
AEROCLUBE URUGUAIANA
AEROCLUBE VARGINHA
AEROCLUBE VÁRZEA GRANDE
AEROCLUBE VERANÓPOLIS
AEROCLUBE VIDEIRA
AEROCLUBE VOLTA REDONDA
AEROCLUBE VOTUPORANGA

sábado, 26 de setembro de 2015

Base Aérea de Santos

Mais de 1,5 mil crianças assistem espetáculo sobre Santos Dumont
A Base Aérea de Santos foi reativada neste ano, 2015, após sete anos funcionando como Núcleo de Base Aérea. Para comemorar o Dia do Aviador, a organização promoveu espetáculo de teatro e passeio pela base, para alunos de Santos e Guarujá, cidades do litoral paulista. "Mais pesado que o ar é o meu desejo de voar". Este é o nome da peça teatral que mais de 1,5 mil crianças assistiram ao longo da semana. O projeto é uma iniciativa da Base Aérea de Santos para aproximar crianças da vida e obra de Alberto Santos-Dumont, o brasileiro Pai da Aviação. “O grande benefício ocorre à medida que temos crianças com mais conhecimento e que se sintam estimuladas a se dedicar, progredir na vida e, enfim, realizar os seus sonhos”, afirma o comandante da base, Tenente-Coronel Carlos Alberto Panza Santos.

As dez apresentações do espetáculo integram as comemorações em homenagem ao Dia do Aviador e da FAB, celebrado em 23 de outubro. As crianças também visitaram as históricas instalações da base e esclareceram dúvidas e curiosidades sobre aeronaves e a profissão militar. Antes de retornar à escola, as crianças receberam lanches. O projeto contou com apoio de empresas locais. Os atores usaram de muita criatividade, imaginação e bom humor para descrever as principais invenções do Pai da Aviação. A estratégia funcionou. Vitória, de 11 anos, aluna da 5ª série da Escola Municipal Dr. Gladson Jafét, ficou empolgada. “O que eu mais gostei nesse passeio na Base Aérea de Santos foi ver o teatro que falava da vida de Santos-Dumont, dos balões e do avião. Tinha histórias bem legais e engraçadas”, conta. O que chamou a atenção de Leandra, de 10 anos, aluna do 5º ano da Escola Estadual Marechal do Ar Eduardo Gomes, além da vida de Santos-Dumont, foram os equipamentos. “O que eu mais gostei no passeio foi conhecer a vida de Santos-Dumont, passear pela Base Aérea e ver os carros do bombeiro e os aviões em exposição”, explica.

Os estudantes da rede municipal de ensino, com idade entre 8 e 9 anos, foram escolhidas pela Secretaria Municipal de Educação e rede particular com base no desempenho escolar. Além de reforçar a importância do trabalho da Força Aérea na região, a peça permitiu uma reflexão ética, cívica e também estimulou a compreensão da importância das crianças sonharem e buscarem sempre a realização dos seus sonhos. Na opinião dos professores que acompanharam os alunos, foi um momento de ampliar as perspectivas profissionais dos estudantes. “É oportunidade para muitas crianças que têm vontade de ingressar na Força Aérea, conhecer um pouco da instituição. Isso pode ajudá-las a realizar algum sonho”, afirma Rosana, professora de educação artística do Colégio Municipal de Guarujá Lúcia Flora. Para a professora Cláudia, da mesma instituição de ensino, a visita à unidade da Aeronáutica e o conhecimento dos equipamentos podem ter aberto “portas” na vida desses estudantes. “A expectativa de um dia ser aviador, bombeiro ou qualquer outra profissão na área militar foi aberta simplesmente pelo fato de entrarem aqui, porque há sempre muitos empecilhos na nossa vida”, conclui.

Fonte: FAB

sexta-feira, 25 de setembro de 2015

Portões Abertos DCTA 2015

Nos dias 03 e 04 de outubro, em São José dos Campos (SP), exposição de aeronaves e shows aéreos
Nos dias 03 e 04 de outubro de 2015, das 9 às 17h, acontece o tradicional Portões Abertos do DCTA, a ser realizado no aeroporto de São José dos Campos (SP). O evento será na Área Operacional do DCTA e no MAB (Memorial Aeroespacial Brasileiro). A entrada é franca e o ingresso externo será pela Av. Brigadeiro Faria Lima, a mesma que dá acesso à Embraer e ao terminal de passageiros do aeroporto de São José dos Campos. A temática, deste ano, fará alusão à comemoração dos 70 anos da Vitória da II Guerra Mundial e a programação contará com muitas novidades, dentre elas o retorno da Esquadrilha da Fumaça, que se apresentará nos dois dias do evento, e a exposição da réplica em escala real do caça GRIPEN NG. Além destas atrações, os visitantes do Portões Abertos poderão conferir exposições de aeronaves, atrações musicais, espaço infantil, além de conhecer um pouco mais sobre o trabalho desenvolvido pelo DCTA por intermédio dos seus Institutos. O Memorial Aeroespacial Brasileiro (MAB), que possui em seu acervo, aeronaves utilizadas pelas Forças Armadas e protótipos de foguetes, estará de portas abertas para a comunidade durante as atrações. O local contará com praça de alimentação que inclui venda de comidas e bebidas não alcoólicas. O DCTA incentiva que levem toda a família, avisem os amigos e participem desse evento, que está programado para ser um evento ímpar no DCTA e em todo o Vale do Paraíba Paulista.

quinta-feira, 24 de setembro de 2015

FAB na História

Marechal do Ar Eduardo Gomes

Esta Edição do FAB na História mostra a trajetória de vida do Marechal do Ar Eduardo Gomes, Patrono da Força Aérea Brasileira. Líder, estadista, antenado com sua época e uma figura lendária, Eduardo Gomes trabalhou para a criaçã do Correio Aéreo Militar, que mais tarde viria a se tornar o Correio Aéreo Nacional (CAN). Lançou-se na política e com sua visão de futuro foi um dos responsáveis por dar o pontapé inicial para a indústria de defesa no País. Faleceu no dia 13 de junho de 1981. Deixou um legado de civismo e, reconhecidamente, a imagem de um homem à frente de seu tempo.

quarta-feira, 23 de setembro de 2015

Gripen NG

Brasileiros do projeto Gripen seguem para treinamento na Suécia
Um grupo de 46 engenheiros e técnicos brasileiros do projeto Gripen começa a trabalhar na Suécia a partir do dia 19 de outubro de 2015. Eles são funcionários das empresas Embraer, de São José dos campos (SP) , e AEL Sitemas, de Porto Alegre (RS). São os pioneiros para o início do programa de fabricação dos caças supersônicos Gripen NG, que serão produzidos pela Saab para equipar a FAB (Força Aérea Brasileira). O contrato de compra dos jatos inclui transferência de tecnologia para o Brasil, sob a coordenação da Embraer. Serão 36 caças supersônicos Gripen NG de última geração, capazes de voar duas vezes a velocidade do som. Os técnicos e engenheiros brasileiros irão em grupos ao longo dos próximos anos. Em outubro de 2015, irão 44 funcionários da Embraer e 2 da AEL. A Embraer, até 2020, enviará 280 pessoas, entre engenheiros e operadores de produção, para a sede da Saab para atuar no projeto. Haverá treinamentos teóricos e a maioria dos técnicos e engenheiros também participará do treinamento prático (on-the-job), no desenvolvimento do Gripen, com formação mais especializada dentro do mesmo projeto que atuam os engenheiros da Saab.

terça-feira, 22 de setembro de 2015

segunda-feira, 21 de setembro de 2015

Aeronaves

FAB recebe o primeiro P95 modernizado 
A Força Aérea Brasileira (FAB) recebeu, no dia 15 de setembro de 2015, o primeiro P-95 Bandeirante Patrulha (Bandeirulha) modernizado. A aeronave será empregada pelo Esquadrão Phoenix, localizado em Florianópolis (SC). No total, a FAB terá oito unidades modernizadas. O processo de modernização, realizado no Parque de Material Aeronáutico dos Afonsos (PAMA-AF), ampliou a capacidade operacional do avião empregado na patrulha marítima. O P-95M, nova denominação para o Bandeirante de patrulha marítima, conta com o radar Seaspray 5000E e tem condições de detectar navios de grande porte a até 370 quilômetros de distância. Semelhante ao instalado na aeronave P-3 Orion, o novo radar também permite registrar imagens de alta resolução durante a varredura. Agora os aviões conseguem acompanhar até 200 alvos simultaneamente, realizar mapeamento de terrenos e detectar aeronaves, entre outras funcionalidades. Os novos sistemas de navegação oferecem maior precisão, o que é fundamental para uma aeronave que voa sobre o mar, sem referências visuais. Os sistemas de comunicação também foram substituídos. O painel da cabine materializa as novidades em relação aos sistemas eletrônicos. A suíte aviônica integrada facilita a ergonomia e a consciência situacional do piloto, reduzindo a fadiga durante do voo. A interface digital também permite a visualização das informações, provenientes de diversos sistemas embarcados, de maneira mais simples e amigável. 

Fonte: FAB

domingo, 20 de setembro de 2015

Especial de Domingo

O blog do NINJA reproduz hoje um breve perfil do jornalista Roberto Pereira de Andrade, falecido em 29 de agosto deste ano. Especialista em aviação e defesa, deixa-nos publicações que tornaram-se referência. Uma singela homenagem ao profissional competente e extremamante dedicado à preservação da cultura aeronáutica.
Boa leitura.
Bom domingo!

Roberto Pereira de Andrade = Real Paixão por Aviação


Roberto Pereira de Andrade nasceu no Rio de Janeiro em 1940 e nas últimas cinco décadas morou e trabalhou em São Paulo.

Formado em Jornalismo e História, exercia a profissão de jornalista há 52 anos e especializou-se em aviação, defesa e tecnologia, ganhando vários prêmios.

Falava inglês, espanhol e francês e lia inglês, francês, espanhol, italiano e alemão.

O seu gosto por aviões começou em menino.

Seu pai trabalhava na Real Linhas Aéreas.

No Campo dos Afonsos (RJ) Roberto dizia ir buscar madeira para os seus aviõezinhos.

A madeira pegava no hangar do engenheiro recém formado José Carlos de Barros Neiva, fabricante de planadores, que colaborou para despertar em Roberto o gosto por aviação.

Eis aí um belo exemplo para todos nós do Núcleo Infantojuvenil de Aviação - NINJA - de como é possível contribuir para  transformar sonhos em realidade.

Roberto Pereira de Andrade, no início de carreira, atuou como repórter geral, depois fui editorialista, teve colunas e seções.

Foi nessa fase que começou a se especializar em aviação e defesa.

Com o tempo, passou a escrever apenas sobre estes assuntos para órgãos de imprensa, nacionais e estrangeiros, como as revistas JP4 (italiana), Aviation Magazine (francesa), Jane’s All the World Aircraft (inglesa) e Interavia (suíça). 

Como jornalista, já trabalhou no Jornal do Brasil, Correio da Manhã, Gazeta Mercantil, Diário de Comércio e Indústria, Boletim Cambial, TV Bandeirantes, Rádio Gazeta, O Cruzeiro e Fatos e Fotos; além de ter feito parte dos grupos que criaram o Jornal da Tarde e a revista Veja.

Também já foi Diretor de Relações Públicas na TAM, comandou programa sobre aviação na TV Cultura e na Rádio Gazeta.

Foi editor das revistas nacionais Brasil Defesa, Defesa Latina, Flap, Aviação em Revista, boletim da Helibras, boletim da TAM, Aeromagazine.

Publicou vários livros sobre aviação e outros assuntos, dado o seu amplo conhecimento sobre diversos setores:

Caça ao Cometa Halley

Chernobyl ameaça nuclear

Vikings os senhores do mar

Confidencial

Foguetes e mísseis

Carros de Combate

Veículos militares brasileiros

Russos no Espaço

Grandes Enigmas da Humanidade

História da Construção Aeronáutica no Brasil (4 edições)

Enciclopédia de Aviões Brasileiros

Aircraft Building-A Brazilian Heritage (em inglês)

Construção Aeronáutica no Brasil-100 Anos de História

Seu primeiro livro "História da Construção Aeronáutica no Brasil" tornou-se referência para os pesquisadores e apaixonados pela aviação. Um registro histórico extremamente importante e completo.


Atualmente era Editor do site de negócios em aviação Aerobusiness, colunista e articulista da Avião Revue.

Roberto Pereira de Andrade
Deixa um livro pronto mas não publicado, que segundo ele era o do trabalho de toda a sua vida como profissional e apaixonado pela aviação.

Fontes: Abrapaer - Somos Editora - Defesa Aérea e Naval

sábado, 19 de setembro de 2015

Tráfego Aéreo

Sistema convencional de aerovias migra para rotas com recursos digitais
Até 2016, as aerovias do espaço aéreo brasileiro passarão do sistema convencional - baseado em auxílios de navegação em solo, via ondas de rádio - para as rotas de navegação por área (RNAV), orientadas a partir de satélites e sistemas digitais de bordo. A mudança já vem sendo realizada e está em funcionamento nas aerovias de maior fluxo entre as cidades de Brasília, Belo Horizonte, Rio de Janeiro e São Paulo. Todas as chamadas aerovias superiores, acima de 7.468 metros (24.500 pés), geralmente usadas pela aviação comercial na etapa de voo de cruzeiro, operarão pelo sistema. Com o RNAV, as aeronaves não precisam fazer o movimento de zigue-zague entre auxílios baseados em solo para alcançar seus destinos. Elas são orientadas por informações de posicionamento oriundas de satélites e outros recursos digitais, que ajudam a manter a rota planejada. A tecnologia faz parte do pacote de recursos da Navegação Baseada em Performance (PBN, do inglês Performance Based Navigation). “As aeronaves capacitadas no conceito PBN realizam voo em rotas mais diretas, com um consumo menor de combustível, redução das emissões de CO2 e redução do ruído aeronáutico. Em suma, um uso mais eficiente do espaço aéreo”, explica o Especialista em Controle de Tráfego Aéreo, Tenente Davi Monteiro de Medeiros.
O sistema PBN tem sido implementado de forma gradual e harmonizado com os outros projetos do Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA) por meio do Programa Sirius e de acordo com a metodologia do Aviation System Block Upgrade (ASBU). Tudo é feito com foco na visão da Organização da Aviação Civil Internacional (OACI). O sistema também vem sendo implantado em Áreas de Controle Terminal, que são espaços definidos normalmente em torno de grandes aeroportos e confluência de aerovias. A avaliação dos resultados evidenciam que a navegação baseada em performance aumentou a confiabilidade e a previsibilidade das aproximações para pistas, bem como a segurança operacional, a acessibilidade e eficiência dos voos. O Brasil, por intermédio do DECEA - Departamento de Controle do Espaço Aéreo, está alinhado ao Conceito Global de Navegação Aérea estabelecido pela OACI.

Aerovias
Uma aerovia - ou rota com serviço de tráfego aéreo - é uma trajetória definida sobre coordenadas do espaço aéreo, dotada de informações específicas (identificação, posicionamento, rumo, altitude, etc), destinada ao voo controlado de aeronaves. Elas permitem que o piloto, empregando certos equipamentos, navegue com segurança e precisão. As aerovias estão divididas em dois grupos: aerovias superiores - cujos voos ocorrem acima de 24.500 pés (7.468 metros) - e aerovias inferiores que ocorrem abaixo de 24.500 pés (7.468 metros). As aerovias superiores são usadas, em geral, por jatos que voam mais alto. Já as aerovias inferiores são usadas por aviões de menor porte, turboélices e, em alguns casos, helicópteros.

sexta-feira, 18 de setembro de 2015

Instrução Aérea

Inscrições para estágio de padronização em instrução de voo
Estão abertas as inscrições para o Estágio de Padronização da Instrução Aérea (EPIA), que será realizado nos dias 5 e 6 de novembro de 2015, em Londrina (PR), na UNOPAR - Universidade do Norte do Paraná. O objetivo é difundir boas práticas e ferramentas de padronização à comunidade da aviação de instrução, buscando aperfeiçoar o trabalho dos instrutores, além de promover a melhoraria no desempenho de alunos que se preparam para ingressar na atividade aérea. O estágio é gratuito e disponível para interessados de qualquer parte do Brasil. A terceira edição do evento é promovida pelo Quinto Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (SERIPA V). Podem participar membros da direção de aeroclubes e escolas de aviação, proprietários, gerentes de segurança operacional, instrutores de voo e alunos. A iniciativa, pioneira no Brasil, busca mobilizar a comunidade de instrução aérea para atuar nos parâmetros da segurança operacional. Além disso, o EPIA reflete sobre questões relevantes para a mudança de comportamentos e preservação da vida humana, indicando o caminho da profissionalização às futuras tripulações da aviação brasileira. As palestras tratarão de temas como o panorama atual da aviação de instrução no Brasil, aspectos psicológicos, didática e comunicação, preenchimento de fichas de avaliação, aerodinâmica e desempenho em aeronaves de baixa performance, legislação e erros mais comuns em acidentes de instrução. De acordo com o mapeamento das ocorrências aeronáuticas, o julgamento de pilotagem, a instrução, a aplicação de comandos, a supervisão e o planejamento gerencial estão entre os fatores contribuintes mais presentes nas investigações de ocorrências aeronáuticas no período de 2004 a 2013. Os dados são do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (CENIPA). Segundo levantamentos feitos pelo SERIPA V, os aeroclubes e as escolas de aviação responderam por cerca de 60 ocorrências investigadas nos últimos cinco anos na Região Sul, superando os números da Aviação Agrícola e demais segmentos da Aviação Geral.

Informações: (51) 3462-1333 

Inscrições: clique aqui

quinta-feira, 17 de setembro de 2015

Aeronaves

Embraer Legacy 450 recebe certificação na Europa
O Legacy 450 da Embraer Aviação Executiva recebeu, no dia 9 de setembro de 2015, a certificação de tipo da European Aviation Safety Agency (EASA), autoridade aeronáutica da Europa. A aeronave atingiu ou superou todas as metas de desenvolvimento do projeto, como autonomia de voo, desempenho de pista, distância de decolagem em condições de alta temperatura e elevada altitude e peso máximo. A conclusão do processo na Europa segue as recentes certificações emitidas pelas agências de aviação do Brasil e dos Estados Unidos. Com autonomia de até 4.769 km (2.575 milhas náuticas), o jato executivo Legacy 450, da categoria mid-light, pode voar sem paradas de Nova York a Las Vegas, Dubai a Moscou ou de Jacarta a Hong Kong. A aeronave tem a maior cabine da sua categoria, acomodando confortavelmente até nove passageiros, e é o primeiro jato do segmento a substituir os controles de voo convencionais pela tecnologia totalmente digital fly-by-wire. A Embraer já iniciou a produção do Legacy 450 e a primeira entrega está prevista para o último trimestre de 2015.

Saiba mais: Blog do Ninja de 1/9/15

quarta-feira, 16 de setembro de 2015

Embraer

Skywest compra 18 jatos Embraer 175
A Embraer anunciou, no dia 14 de setembro de 2015, que assinou um pedido firme, com a americana SkyWest, para 18 jatos E175. O pedido, que será incluído carteira de pedidos da Embraer do terceiro trimestre de 2015, tem valor estimado de USD 800 milhões, com base nos atuais preços de lista. Os aviões serão operados pela SkyWest Airlines por meio de uma emenda no acordo de compra de capacidade (CPA - Capacity Purchase Agreement, em inglês) com a United Airlines. Com esta nova aquisição de 18 aeronaves o número total pedidos firmes da SkyWest para o E175 chega a 73 unidades. A entrega do primeiro avião está prevista para 2016. Os E175 serão configurados em duas classes com 76 lugares, sendo 12 assentos na primeira classe, 16 assentos na econômica plus e 48 assentos na econômica, e vão operar sob a marca United Express. Os E175 apresentam uma nova ponta de asa que, juntamente com outros aprimoramentos técnicos, melhora o desempenho aerodinâmico. O consumo de combustível em um voo típico é 6,4% menor do que em um E175 original. Na América do Norte, o E175 é a aeronave preferida das companhias aéreas que operam jatos de 76 assentos. Nos últimos dois anos, o jato obteve mais de 80% dos pedidos das companhias aéreas dos Estados Unidos na categoria. A Embraer é o único fabricante a ter desenvolvido uma moderna família de quatro aeronaves voltada ao segmento de 70 a 130 assentos. Desde o lançamento formal do programa, em 1999, os E-Jets redefiniram o conceito tradicional de aeronaves regionais por servirem a uma grande variedade de tipos de operação. O primeiro E-Jet entrou em serviço em 2004.

terça-feira, 15 de setembro de 2015

Carreiras na Aviação

Abertas inscrições para bolsa de formação de pilotos
A Secretaria de Aviação Civil (SAC) abriu inscrições, no dia 14 de setembro de 2015, para o programa Bolsa Piloto, que oferece bolsas para formar pilotos de avião. No total, são 65 vagas, sendo 50 para pilotos privados de avião (na categoria avião com habilitação de classe monomotor terrestre) e 15 para pilotos comerciais (na categoria avião com habilitação de classe multimotor terrestre e habilitação de voo por instrumentos). Para concorrer, é preciso ser ou ter sido beneficiário do Prouni (Programa Universidade para Todos) em cursos de graduação em área relacionada à aviação, como ciências aeronáuticas, tecnológico em pilotagem profissional ou pilotagem profissional de aeronaves, engenharia aeronáutica e manutenção de aeronaves, entre outros. Também é necessário ser maior de 18 anos e ter feito o Enem a partir de 2010. A lista de escolas de aviação civil credenciadas para o programa será informada pela Anac (Agência Nacional de Aviação Civil). A Secretaria repassará os recursos da bolsa diretamente para as escolas. As documentações exigidas para inscrições de Piloto Privado e Piloto Comercial de Avião deverão ser digitalizadas e anexadas em formulário eletrônico. É recomendado que todos os documentos exigidos sejam digitalizados antes de se iniciar o preenchimento da ficha de inscrição. Cada candidato concorrerá a uma vaga para Piloto Privado de Avião "ou" uma vaga para Piloto Comercial de Avião, devendo enviar apenas um formulário.

Informações e contato: bolsa.piloto@aviacao.gov.br

Inscrições: http://zip.net/bmr0Cs.

Edital e lista de exigências: http://zip.net/bhr0Jh

segunda-feira, 14 de setembro de 2015

Casa Aerobrás


Há 72 anos no mesmo lugar, na Rua Major Sertório, Vila Buarque, região central de São Paulo, uma loja sobrevive ao tempo. Conheça a história da Aerobrás, especializada em aeromodelismo. Um local que é "Cara de São Paulo".

Fonte: G1


domingo, 13 de setembro de 2015

Especial de Domingo

Com a repercussão do filme "O Pequeno Príncipe", animação dirigida por Mark Osborne, os voluntários do NINJA - estimulando a pesquisa sobre o tema - selecionaram para hoje a apresentação do livro da irmã dominicana Rosa Maria, publicado em 1973. Ela ficou nacionalmente conhecida ao responder sobre Saint-Exupéry no antigo programa de televisão O Céu é o Limite. Reproduzimos, também, o prefácio deste livro, uma bela carta de Jean-Gérard Fleury, amigo de Saint-Exupéry.
Boa leitura.
Bom domingo!

SAINT-EXUPÉRY E O PEQUENO PRÍNCIPE


APRESENTANDO
Nota de apresentação à 2ª edição do livro “Saint-Exupéry e o Pequeno Príncipe”.

Você vai ler, prefaciando este livro, a carta que me escreveu um amigo de Saint-Exupéry.

Quando o procurei no Rio, em setembro último, foi com emoção que o ouvi falar do Amigo-Piloto, com a ternura e a fidelidade dos grandes companheiros da “Aéropostale”.

O Senhor Jean-Gérard Fleury é simples, modesto e tem uma memória excepcional. Lembra-se, com detalhes, dos momentos vividos na companhia de Saint-Exupéry e de seus companheiros de pilotagem com a maravilhosa memória do coração.

Entreguei-lhe as cópias dos originais deste livro e fiz-lhe um pedido: Eu desejava saber se tinha sido fiel a Saint-Exupéry.

Ao devolver-me as cópias, três dias mais tarde, Jean-Gérard me disse: “Fique tranquila. Geralmente temos tendência a elevar à santidade ou ao heroísmo aqueles que admiramos, quando morrem. Não se preocupe. Tudo o que você disser de positivo sobre Saint-Exupéry ficará sempre aquém da realidade”.

Dias depois mandou-me a carta que serve de prefácio a este livro.

Agradeço a Jean Gérard a delicadeza de seu gesto. Há poucos dias, pelo telefone, eu lhe dizia tudo o que a Aviação Brasileira deve ao pioneirismo dos rapazes da “Aéropostale”, especialmente a Paul Vachet, Mermoz, Etienne, Reine, Guillaumet e Saint-Exupéry. Plantando pistas de pouso e postos de abastecimento e conservação ao longo de nossas praias, de Natal ao Rio Grande do Sul, com aviões frágeis, desenvolvendo apenas 160 quilômetros por hora, foram eles que semearam asas no Brasil. Jean-Gérard lembrou-me, então, que o Aeroporto dos Afonsos, no Rio, nasceu do idealismo desses pilotos, técnicos e mecânicos, impulsionando nossos homens entusiasmados com o aparecimento dos primeiros aviões deste lado do Atlântico.

O Brigadeiro Eduardo Gomes, figura das mais representativas da Aeronáutica de nosso país, inspirou-se na “Aéropostale” quando fundou o nosso extraordinário Correio Aéreo Nacional.

E continuei: Creio que o exemplo de dedicação e heroísmo que nossos pilotos receberam dos pilotos da “Aéropostale” foi a mais bela colaboração que o Brasil recebeu da França. Em nome de todos eles eu lhe agradeço.

Jean-Gérard me ouviu com atenção e, com aquela elegância moral que lhe é própria, respondeu-me: “Mas minha Irmã, tudo começou com Santos Dumont. Foi o Brasil que primeiramente deu asas à França. O que fizemos foi apenas retribuir...”

O Correio Aéreo – a Linha – como diziam os Franceses, partia de Tolosa, fazia escalas na Espanha, no Norte da África e tinha seu ponto final em Dakar. Para servir a América do Sul a “Linha” passou a trazer as malas de correspondência de Dakar a Natal por via marítima. Em Natal passavam as malas do correio para o avião que lá estava à espera.

Fazendo inúmeras escalas, além das descidas por pane, como aconteceu em Santos, Ubatuba e Praia Grande, chegavam a Buenos Aires.

Saint-Exupéry foi encarregado de estender a “Linha” até Punta-Arenas. De Buenos Aires foram a Santiago, transpondo os Andes. Santiago era o ponto final da “Linha”, na América do Sul.

O primeiro voo noturno foi efetuado por Mermoz, em Abril de 1928, ligando Rio a Buenos Aires. Esse mesmo piloto – Mermoz – fez a travessia do Atlântico, em 21 horas e 15 minutos, chegando a Natal no dia 12 de maio de 1930, pilotando um pequeno hidroavião. Foram seus companheiros o navegador Dabry e o rádio Gimié.

Em 1970 esteve no Brasil o grande pioneiro da Aéropostale: Didier Daurat. Nada foi noticiado sobre a presença deste francês apaixonado pela aviação e ele aqui passou sem que fosse notado. No começo deste ano morreu Didier Daurat, o chefe da Linha Letécoère, que engajou Saint-Exupéry na Linha Tolosa-Dakar, em Outubro de 1926.

Também faleceu, recentemente, a mãe de Saint-Exupéry – Marie de Fonscolombe, Condessa Jean de Saint-Exupéry.

Este livro tem o objetivo de divulgar aquele que escreveu: “Nós nos unimos no sorriso, acima das línguas, das castas e dos partidos”. Destina-se a meus irmãos, todos, sem exceção de raça, de idade e de religião.

Os jovens, com certeza, encontrarão em Saint-Exupéry o amigo fiel, o irmão mais velho, o companheiro de jornada. Conhecerão aquele que nos diz: “Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas. Tu és responsável pela tua rosa...” E ainda: “Eu te desejo fiel. Porque a fidelidade consiste em ser fiel, antes de tudo, a si mesmo”.

Irmã Rosa Maria
São Paulo, 7 de outubro de 1973


CARTA DO SR. JEAN-GÉRARD FLEURY
Prefácio do livro “Saint-Exupéry e o Pequeno Príncipe”.


Minha querida Irmã,

E assim você descobriu no Brasil, no Rio de Janeiro, alguém que foi durante catorze anos um amigo próximo de Antoine de Saint-Exupéry. Imediatamente você veio me ver, esperando provavelmente, encontrar em mim não sei que reflexo sobrenatural desse companheiro iluminado. E depois, quase timidamente, você me pediu que lesse os originais de um trabalho que você lhe tinha consagrado. Eu li esses originais e me apresso em dizer-lhe:

– Tranquilize-se, minha Irmã, e publique sem temor o seu livro.

Você não conheceu Saint-Exupéry – Saint-Ex., como nós o chamávamos – senão vários anos depois de sua morte. Você não assistiu suas apresentações de passes mágicos com baralho, você não o ouviu cantarolar velhas canções das províncias francesas – você não o viu no seu posto de pilotagem, a face suavemente iluminada pela lâmpada vermelha do painel do avião, procurar a estrela que, acima da bruma, o guiaria até o farol do Forte Juby...

Mas você leu, avidamente, sua obra. Você foi levada, por seu sopro místico, para bem longe dessa literatura desiludida que reduz o homem a algumas funções físicas. Você compreendeu que Saint-Exupéry trazia a uma juventude deprimida pela perspectiva de uma vida medíocre, o entusiasmo da alma que embeleza as tarefas mais modestas. Ela exalta sua profissão, a de aviador, que era então uma profissão cheia de perigos. Mas você leu também as páginas em que ele admira o jardineiro que cultiva suas flores com amor.

Para Saint-Exupéry o homem só cumpre sua missão neste mundo quando escapa à tentação do egoísmo, quando dá mais do que recebe, quando se abre à fé e ao amor e consente nos sacrifícios que tornam sua vida fértil.

Tudo isso você sentiu. Você o exprimiu muito melhor do que eu poderia fazê-lo nestas rápidas linhas e eu tenho certeza de que nada teria deixado Saint-Exupéry mais comovido, do que saber que uma Irmã brasileira dedicou-se à difusão dos seus pensamentos mais caros.

Queira receber, minha querida Irmã, meus respeitosos sentimentos.

Jean-Gérard Fleury
Rio, 27 de setembro de 1973

Fonte: Doc-Lek

sábado, 12 de setembro de 2015

Aeronaves

Helicóptero HM225 da Airbus equipa o Esquadrão Puma
O Esquadrão Puma da Força Aérea Brasileira (FAB), sediado na Base Aérea dos Afonsos (BAAF), no Rio de Janeiro, celebrou os 35 anos da unidade, no dia 09 de setembro de 2015, com o início da atividade operacional do helicóptero H-36 Caracal, denominação na FAB para o Airbus HM225, montado no Brasil pela Helibras, em Itajubá (MG). “Hoje o Esquadrão inicia uma nova fase em sua história. O H-36 proporcionará uma extensão operacional enorme, principalmente no que se refere ao voo com NVG, sendo possível, num futuro próximo, cumprirmos todas as missões no período noturno e com elevado grau de segurança”, afirma o Comandante do Esquadrão Puma, Tenente-Coronel Eduardo Barrios. O H-36 irá, gradativamente, substituir o H-34 Super Puma. Ainda hoje, o H-34 vem cumprindo seu papel nos acionamentos do alerta SAR (Search and Rescue) Brasil. O H-36 Caracal permitirá realizar voos a qualquer hora do dia ou da noite para cumprir missões de busca e salvamento, resgate em combate, operações especiais, evacuação aeromédica, transporte especial, transporte logístico e apoio às comunidades nos casos de calamidades públicas. A versão operacional do H-36 Caracal terá condições de realizar reabastecimento em voo. A aeronave possui capacidade de transportar até 29 combatentes, além de seus dois pilotos e tem grande volume para carga, além de modernos sistemas aviônicos e de monitoramento redundante que garantem um elevado desempenho e máxima segurança. Desenvolvido pela Airbus Helicopter, o H-36 é um helicóptero de dois motores da classe de 11 toneladas.

sexta-feira, 11 de setembro de 2015

Aerodinâmica

Perfil do KC-390 com portas abertas foi debatido em evento da FAB
A aerodinâmica do cargueiro Embraer KC-390 já foi testada com as portas e as superfícies fechadas. O próximo passo é verificar como a aeronave se comporta com os módulos abertos. Os testes ocorrerão para analisar a necessidade de modificações na aerodinâmica do projeto e nas estruturas de voo, entre outros aspectos. Após esses ensaios, com todos os modos checados, será feito o chamado congelamento aerodinâmico, que será o perfil final do projeto. Esta explicação foi dada pelo Coronel Mauro Cezar de Azevedo Pereira, gerente operacional do projeto KC-X, após o Workshop realizado pela V FAE (Quinta Força Aérea), de 31 de agosto a 4 de setembro de 2015. O evento visou o debate acerca das necessidades operacionais do projeto KC-390 relacionadas com as missões de lançamento de cargas, paraquedistas e reabastecimento em voo.

quinta-feira, 10 de setembro de 2015

Carreiras na Aviação

EMCA abre processo seletivo


A Escola Municipal de Ciências Aeronáuticas Eng. João Ortiz (EMCA), que é homologada pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), tornou público o edital 2016 do Processo Seletivo para os interessados no curso técnico em Manutenção de Aeronaves.

O edital será fornecido aos interessados mediante o pagamento de R$ 3,00, juntamente com um DVD informativo.

As inscrições serão realizadas de 8 de setembro a 9 de outubro, na sede da EMCA, à rua Tomé Portes Del Rei, 507, Vila São José, Taubaté - SP, de segunda a sexta-feira, das 9h às 11h e das 14h30 às 22h, e aos sábados, das 9h às 11h.

Os interessados deverão comparecer munidos do original e cópia do RG e comprovante do pagamento da taxa de inscrição no valor de R$ 32,00, que deverá ser paga em qualquer agência bancária ou casa lotérica, por meio de boleto bancário, distribuído juntamente com o edital.

Para participar é necessário que o candidato tenha idade mínima de 17 anos completos ou a completar até 31 de dezembro de 2016, possuir ensino médio completo e apresentar o pagamento da taxa de inscrição.

O candidato, após a formatura, poderá ser habilitado em:

 - Aviônicos (instrumentos, partes elétricas e eletrônicas das aeronaves)

 - Grupo Motopropulsor (motores das aeronaves)

 - Célula (estrutura e sistemas das aeronaves).

A escola prepara o aluno para exercer a profissão em empresas de manutenção aeronáutica ou na indústria aeronáutica, capacitando-o para exames da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), para obtenção da licença CCT, sem a qual não poderá exercer a profissão.

Serão disponibilizadas 81 vagas, distribuídas igualmente entre as três habilitações.

Fonte: EMCA

quarta-feira, 9 de setembro de 2015

Esquadrilha da Fumaça

As manobras da Fumaça no Dia da Pátria
Acompanhe as manobras da Esquadrilha da Fumaça nos céus de Brasília (DF), no dia 07 de setembro de 2015, vistas a partir das câmeras instaladas nas aeronaves A-29 Super Tucano. As imagens foram captadas na apresentação que encerrou as comemorações do Dia da Pátria na Esplanada dos Ministérios.

terça-feira, 8 de setembro de 2015

Ozires Silva

Neste pós feriado da Independência, selecionamos mais um belo texto do engenheiro Ozires Silva, indicando o bom caminho.


UM EXEMPLO A SER SEGUIDO

Nós, os brasileiros, mostramo-nos preocupados com nosso país e surge a pergunta perplexa sobre qual será nosso futuro. E mais: para onde caminha o país gigante, que era nosso orgulho até pouco tempo, questionando o que oferece de volta aos seus habitantes, contribuindo para crescimento de cada um na sociedade que construímos.

Olhando para o mundo vemos, entre outros, o exemplo da Coreia do Sul, cujos produtos inundam nossas lojas e são consumidos pelos brasileiros, com satisfação pelo valor que consegue pela sua compra. Poucos se dão conta que podem encontrar um pequeno país da Ásia apaixonado pela Educação. Que compram produtos criados e fabricados por estudantes, possivelmente os melhores do mundo. Que dispõe das melhores escolas que operam o melhor ensino básico do planeta.

Por fora, a escola não tem nada de mais, estruturas simples, 35 alunos por classe. Mas a diferença está no que conta uma professora, com mestrado em Educação, como a maioria de seus colegas. Na sala de aula, encontra-se tudo o que seja necessário para educar com motivação. São oito horas por dia na escola. Estressante? Não, é divertido, dizem eles! Todos têm notas acima de oito.

O segredo é nunca permitir que o aluno passe um dia sem entender a lição, diz a professora, que ganha o equivalente a R$ 10,5 mil por mês. É a média na Coreia, onde os professores precisam ter curso superior e são atualizados e avaliados a cada dois anos. Se o aluno não aprende, o professor é reprovado. Tudo isso num país que nos anos 50 estava destruído por uma guerra civil que dividiu a Coreia ao meio, deixou um milhão de mortos e a maior parte da população na miséria. Um em cada três coreanos era analfabeto. Hoje, oito em cada dez chegam à universidade.

A virada começou com lei, bem estruturada e executada, que tornou o ensino básico prioridade. Os recursos foram concentrados nos primeiros oito anos de estudo, tornados obrigatórios e gratuitos, como são até hoje. O ensino médio tem 50% de escolas privadas e são todas pagas pelo governo, mesmo as públicas. Bons alunos têm bolsa de estudos e governo incentiva pesquisas estratégicas. Depois da reforma da Educação, a economia da Coreia começou a crescer rapidamente, em média 9% ao ano durante mais de três décadas.

E hoje, graças à uma multidão de cientistas que o país forma todos os anos, a Coreia está no primeiro mundo, tendo como cartão de visitas incrível capacidade de inovar em campos avançados da tecnologia. Nas grandes corporações que espalharam marcas coreanas, no mercado mundial de eletrônicos e de automóveis, aparece a revolução econômica que começou em casa.

“O segredo é a família, com pais comprometidos, criando alunos motivados e professores entusiasmados”, fala uma professora. O governo concorda. “Os pais que não tiveram a oportunidade de educação lutam para que seus filhos tenham o melhor. “Foi a paixão pela Educação que fez a Coreia crescer”, concorda o pai de quatro filhos, que como a média dos coreanos gasta 20% da renda familiar em cursos extracurriculares para reforçar o aprendizado.

Os filhos falam inglês com desenvoltura e os pais gastam bastante em livros, comprados às dezenas. Um pai descreveu tudo, testemunhando o que a educação fez pelo país: “Quando eu ia para escola, nos anos 70, muitos colegas não tinham nem o que comer”, lembra o pai. O avô lembra que no tempo dele não tinha nem livros. Agora nada falta para neta e ela passa 15 horas por dia na escola. A corrida para entrar numa das três melhores universidades do país é disputada.

No Ministério da Educação e Recursos Humanos, o diretor explica: “Os coreanos não querem ser perdedores. Por isso a educação é voltada para a economia”. Estão convencidos de que Economia forte significa um país forte. Enquanto isso, no Brasil aonde estamos?

Muito a corrigir, mas não é impossível. Basta que cada um de nós comece a olhar com entusiasmo e crença na formação dos nossos filhos e dependentes, fazendo deles cidadãos conscientes e capazes. É uma tarefa que é nossa. Somente nossa. Ninguém fará isso por nós.

OZIRES SILVA é engenheiro aeronáutico e fundador da Embraer

Fonte: O VALE

segunda-feira, 7 de setembro de 2015

7 de Setembro

Desfile Aéreo em Brasília

A solenidade do Dia da Independência na Esplanada dos Ministérios, em Brasília, contará com desfile aéreo da FAB. A aeronave KC-130 Hércules, os caças F-5 e A-1, além da Esquadrilha da Fumaça sobrevoarão o desfile de 7 de setembro. Veja na reportagem acima como é feito o treinamento e a coordenação para a passagem da FAB.

domingo, 6 de setembro de 2015

Especial de Domingo

Hoje, selecionamos fotos do 1º Ubatuba Expo Macchine, que contou com a participação do Núcleo Infantojuvenil de Aviação. Foi mais uma boa oportunidade para o NINJA levar cultura aeronáutica para muitas crianças, jovens e seus familiares. Confira!
Bom domingo!