Voar é um desejo que começa em criança!

segunda-feira, 21 de dezembro de 2015

ITA

Instituto forma novos engenheiros
Camilla Matias
O Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), localizado em São José dos Campos (SP), formou, no dia 19 de dezembro de 2015, mais de 90 novos engenheiros nas especialidades Aeronáutica, Eletrônica, Mecânica-Aeronáutica, Civil-Aeronáutica, da Computação e Aeroespacial. Os formandos de 2015 chegaram ao instituto em 2010 e passaram por diversos desafios. O primeiro deles foi o vestibular, um dos mais difíceis do Brasil, que apresentou, na ocasião, a concorrência de 63 candidatos por vaga. Já na chegada à instituição, a configuração é de diversidade. Todas as regiões estão representadas na turma, do Norte ao Sul do País. Sendo o Nordeste o campeão no número de integrantes: um total de 35 alunos. O pernambucano Gabriel Queiróz é um deles. Natural do sertão nordestino, ele aproveitou a oportunidade no ITA para criar uma empresa e ajudar a educação do Brasil. Ele e outro colega desenvolveram um caderno digital inteligente para auxiliar professores em sala de aula. Hoje, com quase 20 funcionários, a empresa sediada em São José dos Campos, já distribuiu a tecnologia para mais de 1000 escolas em todo o País. "Quase todo mundo no ITA realiza alguma atividade que de alguma forma contribui para a sociedade brasileira", destaca. A cearense Camilla Matias, antes de conquistar o emprego em uma indústria de alimentos em Chicago (EUA), também fez a diferença. Entre as lições de cálculo e programação, ela ministrou aulas em um curso pré-vestibular. "O maior diferencial aqui é o fator disciplina consciente e ética, os alunos tentarem fazer o que é certo e batalharem por isso. Isso me dá muito orgulho", ressaltou.

Engenheiros Militares da FAB
Bernardo Morcardini
Do número total da turma, 21 agora são engenheiros militares e foram declarados primeiros-tenentes e distribuídos por diversas organizações em todo o Brasil. O formando, tenente Bernardo Morcardini, trabalhará no Instituto de Estudos Avançados (IEAV), em São José dos Campos. Com 23 anos, já teve muitas experiências. Cursou medicina na Universidade Federal do Paraná, porém descobriu que queria mesmo era cursar engenharia no ITA. Ao chegar ao instituto, tomou mais uma decisão importante. Ele percebeu, com os exemplos dos instrutores militares, que tinha o desejo de seguir na Aeronáutica. O reitor do ITA, Professor Fernando Toshinori Sakane, ressaltou o papel do instituição na formação dos futuros engenheiros. "O ITA, segundo as palavras de seu criador, Marechal-do-Ar Casimiro se orgulha de ser um estabelecimento de ensino e de educação, preocupado em formar técnicos competentes e cidadãos conscientes. E essa é uma missão que temos buscado cumprir, e cumprimos, à risca durante toda a nossa existência", finaliza.