Voar é um desejo que começa em criança!

quinta-feira, 28 de janeiro de 2016

Tecnologia

Balões cativos para vigilância
Balões dotados de câmeras de vigilância serão empregados pela Polícia do Rio de Janeiro, especialmente durante as Olimpíadas. Os aeróstatos de monitoramento permitirão imagens em tempo real, para centros de controle. O balão, inflado com gás Hélio, tem autonomia de três dias de voo e é equipado com 13 câmeras diurnas e noturnas. Postado até a 200 metros de altura, tem capacidade de detectar movimentos humanos a 13 quilômetros de distância. No caso do Rio, o balão terá revestimento capaz de resistir a disparos de arma de fogo. O engenho aéreo é fabricado pela Altave, uma empresa especializada em plataformas mais leves que o ar. Fundada em 2011, a empresa localiza-se na incubadora de alta tecnologia no Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA) em São José dos Campos (SP).

Saiba mais: www.altave.com.br