Voar é um desejo que começa em criança!

domingo, 31 de julho de 2016

Especial de Domingo

Um Guia turístico, que apontará os principais pontos de Paris frequentados por Santos Dumont, deve ser lançado em outubro de 2016. Confira no texto os detalhes desta bela iniciativa.
Boa leitura.
Bom domingo!

Conheça a Paris de Santos Dumont com um guia turístico
Pelas ruas da cidade-luz, o patrono da Aeronáutica – que completaria 143 anos em julho deste ano – deixou suas marcas, que não se restringiram à história da aviação. Santos Dumont morou em Paris por 22 anos. Desde a sua primeira ida, aos 19, o brasileiro impressionou a França ao construir e pilotar vários balões dirigíveis. Para desvendar um pouco da história vivida do outro lado do oceano, a Adidância de Defesa e Aeronáutica da França começou, em 2015, a elaborar um guia sobre os principais pontos frequentados pelo Pai da Aviação em Paris para ser divulgado aos turistas da capital francesa.

14 pontos
O roteiro inclui 14 pontos fundamentais de Paris e arredores.
Entre eles, está o apartamento onde o inventor morou na Champs-Élysées nº 114; além de restaurantes, como o Maxim’s, onde Santos Dumont inventou a “quentinha” (o marmitex) cinco-estrelas, pedindo champagne e caviar “para viagem” em seu balão. Para conhecer esses locais, o encarte também dará dicas de como chegar.

A Torre Eiffel faz parte da lista, uma vez que é parada obrigatória para quem visita Paris. Foi nela que Santos Dumont ganhou o prêmio Deutsch de la Meurthe, ao pilotar o dirigível nº 6, em 1901. Foi a primeira vez na história que um homem conseguiu voar de modo controlado, contornando o monumento e aterrissando no mesmo ponto de partida, em 30 minutos. Outra visita importante é ao Campo de Bagatelle, de onde decolou o 14-Bis no dia 23 de outubro de 1906. Bem próximo dali, também foi construído um monumento em homenagem ao Pai da Aviação.


A inspiração para o guia foi do Coronel Antonio Ramirez Lorenzo, então adido na França, atualmente chefe da Seção de Estudos Estratégicos no Estado-Maior da Aeronáutica (EMAER). Segundo ele, era necessário fazer com que os milhares de turistas que passam mensalmente pela cidade-luz a conhecessem sob o olhar do pioneiro da aviação. “O nosso objetivo é trabalhar a memória de Santos Dumont e reacender a história através desses locais”, declara o coronel. A ideia original começou a ser colocada em prática depois que o adido conheceu Maurício Torres Assumpção, autor do livro “A História do Brasil nas ruas de Paris”.

O escritor dedicou um capítulo da obra a Santos Dumont e se entusiasmou a fazer uma parceria com a Força Aérea Brasileira. “O livro narra a trajetória de sete personagens da história do País que deixaram um legado em Paris. Santos Dumont, por ter feito o primeiro voo homologado da humanidade, obviamente não poderia ter ficado de fora”, comenta. Segundo o Coronel Lorenzo, ainda é preciso desenvolver a parte gráfica do guia turístico para que seja lançado no aniversário de 110 anos do voo do 14-Bis em outubro de 2016.

sábado, 30 de julho de 2016

Rio 2016

Pivô da seleção feminina de handebol busca o ouro nas Olimpíadas

A militar será uma das 14 atletas da seleção brasileira que buscará a conquista inédita 

No dia 5 de julho, a carioca Tamires Morena Lima de Araújo, 3º Sargento da Força Aérea Brasileira e integrante da Seleção Brasileira Militar de Handebol, foi convocada para a Seleção Brasileira de Handebol que vai disputar os Jogos Olímpicos Rio 2016. A convocação partiu do dinamarquês Morten Soubak, técnico da Seleção. Tamires defende a seleção brasileira há anos, desde as categorias de base. Sua história com as cores do Brasil iniciou como juvenil. “Quando o Morten me viu jogando o intercolegial aqui no Rio de Janeiro, ele me convocou para eu começar a me adaptar e ver o que é a seleção brasileira de handebol realmente, qual a sua importância”, conta a militar. Ainda na adolescência, ela conciliava os treinos de handebol com o atletismo, pois gostava dos dois esportes. No entanto, com o passar do tempo, devido à exigência dos treinos, teve de optar por uma modalidade. Decidiu investir na carreira de atleta de handebol, o que acabou dando certo. Tanto é que, em 2015, atuou no Gyori, equipe húngara bicampeã da Champions League da modalidade. Já na próxima temporada, a ex-técnica de enfermagem jogará na França, no time do Dijon. A atleta ingressou na FAB em 2014, por meio do Programa de Atletas de Alto Rendimento. “Para mim, a FAB veio num momento de desespero no esporte, pois o handebol, no Rio de Janeiro, estava acabando. Nós, atletas, estávamos sem apoio. Por isso a FAB foi tão importante para mim. E é até hoje”, afirma Tamires. A Sargento defendeu as cores do Brasil nos Jogos Pan-Americanos de Toronto, em 2015, quando nosso país conquistou a medalha de Ouro. Além disso, foi campeã da Liga Nacional Brasileira, Liga Húngara, bem como foi campeã estadual do Rio de Janeiro em vários anos, entre outras conquistas.

sexta-feira, 29 de julho de 2016

Biblioteca Ninja

Livro apresenta mais de 300 aeronaves militares brasileiras usadas entre 1916 e 2015
Obra reúne fichas técnicas de helicópteros e aviões da FAB, Marinha e Exército
Mais de 300 aeronaves militares em cem anos de história, esse é o conteúdo abordado no livro “Aeronaves Militares Brasileiras – 1916-2015” lançado dia 27 de julho no Clube da Aeronáutica, em Brasília (DF). A obra do pesquisador Jackson Flores Jr. (falecido em 2013) reúne as fichas técnicas detalhadas de cada aeronave, fotos que ilustram a variedade de empregos, versões e configurações dos aviões e perfis coloridos que mostram os diversos padrões de pintura utilizados. Autoridades civis e militares da Força Aérea Brasileira, Marinha e Exército participaram do lançamento, entre eles o Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Nivaldo Luiz Rossato. “Temos orgulho de vermos publicado mais um exemplar do extenso legado de Jackson Flores Junior em prol da história da aviação de nosso País. A obra faz um importante paralelo que relata a atuação das Forças Armadas no papel da defesa e da integração de nosso vasto território”, afirmou o Tenente-Brigadeiro Rossato. Para realizar o projeto, as três Forças Armadas abriram as portas de diversas unidades para pesquisa e obtenção de subsídios, entre elas o Musel Aeroespacial (MUSAL) e o Instituto Histórico-Cultural da Aeronáutica (INCAER). “Essa obra terá um significado muito importante para os pesquisadores, para aqueles que são aficionados por aviões e principalmente para os que sonham ou sonharam em ser aviador, em ser piloto”, explicou o Diretor do INCAER, Tenente-Brigadeiro do Ar da Reserva, Ailton Pohlmann. “Aeronaves Militares Brasileiras - 1916-2015” apresenta os aviões e os helicópteros da FAB, Marinha e Exército que ajudaram a escrever a história da aviação do Brasil nas missões de guerra, patrulha marítima, transporte, misericórdia, vigilância, reconhecimento e mapeamento. “Resgatar essa história e juntar todo o material foi um trabalho hercúleo dos autores e, por sorte, depois de nove anos de trabalho conseguimos completar”, destacou o editor do livro, Carlos Lorch. O livro foi inspirado na publicação “Aviação Militar Brasileira – 1916-1984” do entusiasta da aviação Francisco Cândido Pereira – conhecido como Chico Pereira. Em 2003, a Action Editora, investigou a possibilidade de aprofundar o trabalho de Chico Pereira, do qual Jackson participou, e o convidou para realizar o projeto. Jackson trabalhou na produção do livro até 2013, quando faleceu por complicações cardíacas. A obra foi completada por uma equipe de colaboradores composta por diversos profissionais ligados à aviação. Jackson foi homenageado durante a cerimônia. A irmã do autor, Rafaela Teruszkin, recebeu os cumprimentos pelo trabalho do pesquisador. "Ele se dedicou muito. Então, eu recebo com muito carinho essa linda homenagem que fizeram para ele”, afirmou. Sobre o autor – Jackson Flores Jr. se destacou no meio aeronáutico por sua paixão pela história da Aviação Mundial. Seu notório conhecimento sobre o tema logo foi reconhecido e além de participar da produção do livro de Chico Pereira, recebeu um convite para trabalhar no Museu Aeroespacial (MUSAL). Foi o autor de diversos livros sobre o assunto, entre os eles “Aviação Naval Brasileira”, “VARIG, Uma Estrela Brasileira”, “Aviação Brasileira, Sua História Através da Arte” entre outros. Publicou diversos artigos e reportagens, algumas das quais lhe renderam o Prêmio Santos Dumont de Jornalismo, que escolhe anualmente o melhor artigo sobre o aviação no País.

Fonte: FAB

quinta-feira, 28 de julho de 2016

Gripen NG

Réplica do Gripen NG é atração em Brasília
Exposição, gratuita, vai até 31 de julho no Shopping Iguatemi

O Gripen NG, futuro caça da Força Aérea Brasileira (FAB), é a nova atração para o fim das férias escolares, em Brasília. Uma réplica em tamanho real da aeronave está exposta no Shopping Iguatemi, no Lago Norte, até o dia 31 de julho. Além de saber mais detalhes sobre a aeronave que equipará a FAB, e até entrar na cabine do caça - mediante agendamento prévio que deve ser feito no hotsite da exposição - os interessados também poderão conversar com os militares presentes para saber como ingressar na FAB, formas de capacitação de novos profissionais e curiosidades sobre o dia a dia dos homens e mulheres que contribuem para a defesa do espaço aéreo brasileiro. “Para nós é um privilégio receber a réplica do Gripen no Iguatemi Brasília e oferecer aos nossos clientes a oportunidade de conhecer a atuação inovadora da Força Aérea Brasileira”, ressaltou a gerente de marketing do shopping, Iara Rocha. A réplica do Gripen é feita de fibra de vidro, madeira e metal. O painel pode ser ligado e permite visualizar algumas das funcionalidades da aeronave multitarefa. Além disso, os protótipos dos armamentos que podem ser utilizados no Gripen, como o míssil A-Darter, também estarão expostos. Com 14,1 metros de comprimento e 8,6 metros de largura, o Gripen NG atinge mais de duas vezes a velocidade do som e, a partir de 2019, possibilitará que os pilotos da FAB sintam até nove vezes a força da gravidade quando fizerem manobras.

Novo Caça
Os 36 caças Gripen NG serão entregues à Força Aérea Brasileira entre 2019 e 2024. Todos ficarão sediados na Base Aérea de Anápolis, no interior de Goiás, podendo operar a partir de pistas de pouso espalhadas em todo o País.

quarta-feira, 27 de julho de 2016

Solar Impulse II

Impulse II encerra viagem e é 1º avião a cruzar o mundo com energia solar
O avião Solar Impulse II pousa em aeroporto de Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos. Movida apenas por energia solar, a aeronave completou a volta ao mundo após aterrissar às 4h05 , 26/7(horário local) (Foto: Aya Batrawy/AP)
O avião Solar Impulse II, movido apenas a energia solar, completou sua volta ao mundo após aterrissar no aeroporto internacional de Abu Dhabi às 4h05, 26 de julho, (horário local - 21h05 de Brasília, 25 de julho de 2016), mesmo ponto de onde partiu em março de 2015. "Este momento é muito especial para nós, completamos esta viagem passo a passo e estamos muito emocionados com a chegada a Abu Dhabi", disse André Borschberg, segundo piloto da aeronave, à agência EFE. O avião foi pilotado por Bertrand Piccard na última etapa entre Egito e Emirados Árabes Unidos. O Impulse completou 42.000 quilômetros em 17 voos, para os quais necessitou de mais de 500 horas sobrevoando o mar de Arábia, Índia, Mianmar e China, os oceanos Pacífico e Atlântico, os Estados Unidos, o sul da Europa e o norte da África. Por volta das 19h GMT (16h em Brasília) desta segunda, o avião já tinha percorrido 2.500 km em sua última viagem. Foram 44 horas desde sua saída do Cairo, no Egito, segundo a AFP. "Lancei o projeto @solarimpulse em 2003 para transmitir a mensagem de que as tecnologias limpas podem conseguir o impossível", disse Piccard em uma publicação no Twitter. Borschberg também destacou na rede social que o Solar Impulse II "é ao mesmo tempo o primeiro avião com resistência ilimitada e a única aeronave experimental autorizada a sobrevoar as cidades". O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, expressou sua "profunda admiração" por esta iniciativa. "É um dia histórico não só para vocês, mas também para a humanidade", acrescentou em uma conversa com Piccard transmitida ao vivo. Neste domingo (24), o avião decolou do aeroporto do Cairo com destino a Abu Dabi. "É um projeto para a energia e para um mundo melhor", afirmou Piccard, antes da decolagem, acrescentando que a viagem seria "difícil". "É uma região muito, muito quente (...). O voo será esgotante", completou. Com um peso de uma tonelada e meia, tão largo quanto um Boeing 747, o Solar Impulse II voa graças a baterias que armazenam a energia solar captada por 17.000 células fotovoltaicas em suas asas. Em geral, o avião se movimenta a uma velocidade de cerca de 50 km/h, que pode ser duplicada quando está exposto ao sol.

Fonte: G1

terça-feira, 26 de julho de 2016

Rio 2016

Programa mostra os preparativos da Força Aérea para a segurança nas Olimpíadas
O programa FAB em Ação - preparado pelo Centro de Comunicação Social da Aeronáutica - mostra os preparativos da Força Aérea Brasileira para os Jogos Olímpicos Rio 2016. As equipes da FAB TV acompanharam os treinamentos dos militares nas áreas de defesa aérea, segurança e tráfego aéreo.Também mostra os atletas da FAB classificados para as Olimpíadas Rio 2016.

segunda-feira, 25 de julho de 2016

Espaço

Visita de escolas ao miniobservatório do INPE 
O Miniobservatório Astronômico do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), em São José dos Campos (SP), recebe estudantes a partir do 4º ano do ensino fundamental nas noites de quinta-feira, das 19h às 21h. Está aberto o agendamento para as visitas entre os meses de agosto e outubro de 2016. As escolas interessadas devem ligar para (12) 3208-7194 e agendar a visita com Silvia Regina, da Divisão de Astrofísica (DAS) do INPE. A cada quinta-feira o Miniobservatório receberá até 40 estudantes, acompanhados de um a dois professores. Os visitantes poderão visualizar a Lua, planetas e aglomerados de estrelas. Além de admirar os astros, terão a oportunidade de acompanhar como uma imagem astronômica é feita. Em caso de tempo encoberto, poderão conhecer o telescópio e conversar com alunos da Pós-Graduação em Astrofísica do INPE.

Conhecimento 
A astronomia desperta grande interesse entre as pessoas e está vinculada a quase todas as áreas da ciência. Com esta motivação é que são promovidas as atividades de difusão científica no Miniobservatório do INPE, que são gratuitas e já atenderam milhares de estudantes brasileiros, por meio de visitas presenciais ou observações astronômicas remotas. O telescópio óptico do Miniobservatório é do tipo refletor Schmidt-Cassegrain de 28 cm de diâmetro de abertura. É utilizado para visualização direta com o uso de oculares e, também, para aquisição de imagens digitais dos astros por meio de uma câmera CCD automatizada e filtros astronômicos. O sistema inclui um focalizador automatizado, um redutor focal para aumento do campo de visada, duas lunetas guias montadas no INPE (uma visual e outra digital) e, ainda, uma miniestação meteorológica para fornecimento das condições do tempo local. Além da sala de observação do céu, o Miniobservatório possui um auditório com recursos didáticos e capacidade para 25 pessoas.

Informações: 

domingo, 24 de julho de 2016

Especial de Domingo

Julho deu e tirou do mundo (20/7/1873 - 23/7/1932) o gênio Alberto Santos Dumont. Hoje reproduzimos postagem sobre o aparelho mais popular criado por Santos Dumont: o Demoiselle.
Boa leitura.
Bom domingo!



DEMOISELLE


Em 1907, de março a junho, Santos Dumont fez experiências com o aeroplano com asa de madeira N°15 e com o dirigível N°16, misto de dirigível e avião, mas desiste desses projetos por não obter bons resultados. O número 17 seria cópia do número 15.

Em setembro, no Rio Sena, faz experiências com o N°18, um deslizador aquático.

Testa o primeiro modelo de um aeroplano em novembro de 1907, um pequeno avião apelidado pelos franceses de Demoiselle, devido a sua graciosidade e semelhança com as libélulas.




Todavia, durante as primeiras experiências, o Nº19 sofreu um acidente, ficando seriamente avariado. Pesando 110 quilos, o Demoiselle era uma aeronave com motor de 35 HP e estrutura de bambu.
Em Dezembro de 1908 exibe um exemplar do Demoiselle na Exposição Aeronáutica, realizada no "Grand Palais" de Paris. Em janeiro de 1909 obtém o primeiro brevê de aviador, fornecido pelo Aeroclube da França.

Aproveitando características e formato do Nº19, foi criado o Demoiselle Nº20. Sua fuselagem era construída de longarinas de bambu com juntas de metal e as asas cobertas de seda japonesa, tornando-o leve, transparente e de grande efeito estético. Em setembro do mesmo ano estabelece o recorde de velocidade voando a 96 km/h num Demoiselle. Faz um voo de 18km, de Saint-Cyr ao castelo de Wideville, considerado o primeiro reide da história da aviação. Com esta pequena aeronave ele ia visitar amigos em seus castelos, batendo recordes de velocidade e de distância de decolagem.



O Demoiselle era um avião pequeno, de tração dianteira, com a hélice girando no bordo de ataque da asa alta de grande diedro, o leme e o estabilizador eram de contorno poliédrico, montados em uma estrutura em forma de cruz e unidos à fuselagem por meio de uma junta que permitia o movimento do conjunto em todas as direções. O piloto ia sentado abaixo da asa logo atrás das rodas.


O comando era composto por um volante que controlava, através de cabos, o conjunto leme/estabilizador. Os cabos de sustentação da asa e reforço de estrutura eram cordas de piano. O Demoiselle Nº19 tinha como fuselagem uma única haste de bambu, com seis metros de comprimento e a asa era formada por uma estrutura simples. O motor a explosão, de 20 hp, refrigerado a água, era de dois cilindros opostos e foi projetado pelo próprio Santos Dumont e construído pela fábrica Dutheil & Chalmers. Possuia ainda um estabilizador na frente e embaixo do avião e dois lemes laterais situados logo abaixo da asas. Tais ítens foram logo abandonados, pois não contribuiram em nada para aumentar a estabilidade do aparelho.
Posteriormete, Santos Dumont alterou-o, desenhando novamente a asa para aumentar sua resistência e colocou um motor Antoniette de 24 hp na parte de baixo, entre as pernas do piloto, transmitindo o torque à hélice por meio de uma correia. Este ficou conhecido como Nº20 e foi descrito pela Scientific American de 12 de dezembro de 1908 como: "... de longe a mais leve e possante máquina desse tipo que jamais foi produzida."
E mais: "Um número de pequenos voos foram feitos e não se apresentou nenhuma dificuldade particular em mantê-lo no ar. Por causa do tamanho reduzido de seu monoplano, Santos Dumont foi capaz de transportá-lo de Paris para Sait-Cyr na parte traseira de um automóvel (...) Esta é a primeira vez que temos conhecimento de que um automóvel tenha sido usado para transportar um aeroplano montado, da cidade para um lugar apropriado no campo, onde o aviador pudesse levar adiante seus experimentos."


Ainda apresentando alguns problemas de estrutura e baixa potência, que Santos Dumont tentou compensar, o modelo Nº21 possuia uma fuselagem triangular composta por três hastes de bambu e nova asa, mais resistente e de maior envergadura, além da redução no comprimento do avião. Retorna a solução inicial de motor de dois cilindros contrapostos, instalado sobre as asas, atuando diretamente sobre a hélice.


O projeto do Nº22, era basicamente igual ao Nº21. Santos Dumont apenas experimentou, nos dois modelos, vários motores de cilindros opostos e refrigerados a água, com potências variando entre 20 e 40 hp, constrídos por Dutheil & Chalmers, Clément e Darracq. Assim estes dois modelos demonstraram qualidades bastantes satisfatórias para a época, sendo produzidos em quantidade, uma vez que Santos Dumont, por pincípios, jamais requereu patente por seus inventos.
A 18 de setembro de 1909 realiza seu último voo em uma de suas aeronaves, voando rasante em cima da multidão, sem segurar nos comandos.Com os braços abertos ele segurava um lenço em cada uma das mãos os quais soltou e foram disputados aos pedaços.
Santos Dumont, ao deixar as pessoas livres para fabricar o Demoiselle, permitiu que sua invenção se tranformasse no primeiro avião popular.


Além da França, outros países como Estados Unidos, Alemanha e Holanda também construíram o Demoiselle.
Santos Dumont deixou de voar em 1910 por motivos de saúde, quando foi diagnosticado estar com esclerose múltipla.

Fonte: Cabangu

sábado, 23 de julho de 2016

Transporte Aéreo

Minas adota transporte de baixo custo para o interior
O governo de Minas Gerais anunciou para a segunda quinzena de agosto de 2016 o início das operações do “Projeto de Integração Regional de Minas Gerais Modal Aéreo” (Pirma). O projeto oferecerá 60 voos semanais de baixo custo, partindo do Aeroporto da Pampulha, em Belo Horizonte, para 12 municípios no interior. O Estado assumirá o custo operacional do projeto para viabilizar a medida. O Pirma será administrado pela Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais (Codemig) e a Secretaria de Estado de Transportes e Obras Públicas (Setop).Os voos serão realizados pela Two Táxi Aéreo Ltda, empresa de táxi-aéreo vencedora da licitação para o Pirma, com aeronaves Cessna 208B Grand Caravan, capazes de transportar até 9 passageiros. As passagens serão vendidas pela internet ou por aplicativos para tablets e smartphones. Um voo entre Belo Horizonte e Divinópolis durará 21 minutos e custará R$ 150, enquanto para Teófilo Otoni levará uma hora e sete minutos ao preço de R$ 550. Os voos a partir de Belo Horizonte seguirão para Curvelo, Diamantina, Divinópolis, Juiz de Fora, Muriaé, Patos de Minas, Ponte Nova, São João del-Rei, Teófilo Otoni, Ubá, Varginha e Viçosa.

sexta-feira, 22 de julho de 2016

Concurso para sargento da FAB

Inscrições, de 01 a 25/8/2016, para ingresso na EEAR
A Aeronáutica publicou as instruções específicas para o Curso de Formação de Sargentos. São oferecidas 149 vagas, sendo 128 para controlador de tráfego aéreo e 21 para a área de guarda e segurança. Os candidatos aprovados ingressarão no segundo semestre de 2017.

As inscrições, que começam em 01/08/2016 e terminam no dia 25/08/2016, serão feitas via internet pelo site da EEAR. A taxa é de R$ 60,00. As vagas são destinadas a candidatos de ambos os sexos para a especialidade de Controle de Tráfego Aéreo e para o sexo masculino na especialidade de Guarda e Segurança. As provas escritas serão realizadas em 13 de novembro de 2016. O curso tem duração de dois anos. Para ser matriculado, o candidato precisa cumprir todas as exigências previstas nas Instruções Específicas deste Exame. Não possuir menos de 17, nem completar 25 anos de idade até 31 de dezembro de 2017. Ter concluído na data da Concentração Final do certame, em Julho de 2017, o Ensino Médio do Sistema Nacional de Ensino.O processo seletivo é composto de provas escritas (língua portuguesa, língua inglesa, matemática e física), inspeção de saúde, exame de aptidão psicológica, teste de avaliação do condicionamento físico e validação documental. Os aprovados em todas as etapas deste processo seletivo e selecionados pela Junta Especial de Avaliação (JEA) deverão se apresentar na Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR), em Guaratinguetá (SP), em 02 de julho de 2017, para habilitação à matrícula. Após a conclusão do curso com aproveitamento, o aluno será promovido à graduação de Terceiro-Sargento Especialista da Aeronáutica e será distribuído e classificado em uma das organizações militares do Comando da Aeronáutica, que estão localizadas em todo o território nacional, de acordo com a necessidade da administração.

Instruções Específicas:

Inscrições:

quinta-feira, 21 de julho de 2016

Carreiras na Aviação

Embraer e ITA abrem inscrições para Especialização em Engenharia
A Embraer abriu inscrições para recém-formados em engenharia que busquem ampliar conhecimentos atuando na área. O PEE – Programa de Especialização em Engenharia – é um programa corporativo da Embraer que tem o objetivo de capacitar engenheiros recém-formados para atuarem nas áreas de engenharia. Em parceria com o ITA, oferece o título de mestrado profissional em engenharia aeronáutica, reconhecido pela CAPES/ MEC. Os cursos e atividades são ministrados em dependências da empresa por profissionais da Embraer e consultores contratados. Com início em 2001, o PEE já formou 23 turmas com cerca de 1400 engenheiros. No momento uma turma está em andamento com 40 engenheiros.

Requisitos
São elegíveis ao PEE através do processo de seleção 2017: Engenheiros com inglês avançado, graduados entre 2014 e 2016 nas modalidades aeronáutica, civil, computação, elétrica, eletrônica, mecânica, mecatrônica, materiais, naval, produção ou outras relacionadas a estas.​​​

Inscrições: Clique aqui

quarta-feira, 20 de julho de 2016

Datas Especiais

20 de julho: nascimento de Santos Dumont, o Pai da Aviação
Alberto Santos-Dumont nasceu no dia 20 de julho de 1873 no sítio Cabangu, no Distrito de Palmira (hoje rebatizado em honra a ele), em Barbacena, MG. Filho de Henrique Dumont, engenheiro de obras públicas, e de Francisca Santos-Dumont. Com Alberto ainda pequeno a família se mudou para Valença (atual município de Rio das Flores) e passou a se dedicar ao café. Em seguida seu pai comprou a Fazenda Andreúva a cerca de 20 km de Ribeirão Preto, interior de São Paulo. Ali, o pai de Alberto logo percebeu o fascínio do filho pelas máquinas da fazenda e direcionou os estudos do rapaz para a mecânica, a física, a química e a eletricidade. Em 1891, Alberto, então com 18 anos é emancipado, foi para a França completar os estudos e perseguir o seu sonho de voar. Ao chegar em Paris, admirou-se com os motores de combustão que começavam a aparecer impulsionando os primeiros automóveis e comprou um para si. Logo Santos-Dumont estava promovendo e disputando as primeiras corridas de automóveis em Paris. Em 23 de outubro de 1906, na França, no Campo de Bagatelle, com a primeira aeronave autônoma (sem catapulta) o 14-Bis, sua mais importante invenção, Santos Dumont voou por uma distância de 60 metros, a três metros de altura e conquistou a Taça Archdeacon. Uma multidão de testemunhas assistiu a proeza e no dia seguinte toda a imprensa louvou o fato histórico. O dinheiro do prêmio foi distribuído para seus operários e os pobres de Paris, como era o costume do inventor.

Rio 2016

Comandante do COMDABRA fala sobre a defesa aérea na Rio 2016
Em entrevista, o Major-Brigadeiro do Ar Mário Luís da Silva Jordão, Comandante do Comando de Defesa Aeroespacial Brasileiro (COMDABRA), fala sobre a intensificação do trabalho da FAB no controle do espaço aéreo e na defesa aérea durante os Jogos Olímpicos no Rio de Janeiro.

terça-feira, 19 de julho de 2016

Tecnologia

Azul trará para Campinas (SP) simulador de US$ 15 milhões do Airbus A320neo
A brasileira Azul deve receber um simulador do A320neo, o novo modelo de avião da Airbus. O equipamento, avaliado em aproximadamente US$ 15 milhões (R$ 48,7 milhões), será usado para treinar os pilotos da companhia para a nova aeronave e faz parte de uma parceria entre a Azul e a Airbus. Esse será o quinto simulador de voo a ser instalado no centro de treinamento da Azul, que fica em Campinas (93 km de São Paulo).

Simulador para treinamento de pilotos para voos em aviões da família A320.
Imagem: Divulgação/Airbus

O contrato prevê 12 anos de serviços de treinamento, que deve começar até o final de 2016. Durante o período, estão previstas mais de 70 mil horas de exercícios, segundo a empresa.

Interior do simulador para treinamento de pilotos para voos em aviões da família A320.
Imagem: Divulgação/Airbus

O treinamento leva 27 dias, além dos exames de certificação. O período é dividido em treinamento teórico e mais de 60 horas nos simuladores de voo. A Azul encomendou 63 aviões A320neo. As aeronaves farão parte da frota da companhia entre 2016 e 2023. Os novos aviões têm capacidade para 174 passageiros e serão usados em rotas regionais. Um dos principais destaques do novo modelo da Airbus é sua tecnologia que permite uma economia de combustível de 15%. Na semana passada, a Latam (antiga Tam) divulgou imagens do primeiro A320neo da companhia, que acabou de sair da linha de montagem em Toulouse, na França. O avião ainda precisa passar por outros testes e ganhar poltronas e outros mobiliários. A Latam não informou quando a aeronave chegará ao Brasil.

Fonte: Blog Todos a Bordo

segunda-feira, 18 de julho de 2016

Campeonato Nacional de Acrobacia Aérea 2016

CBA e AFA realizam o campeonato de acrobacias, de 22 a 24/7/2016, em Pirassununga (SP)
O Comitê Brasileiro de Acrobacia e Competições Aéreas (CBA) e a Academia da Força Aérea (AFA) realizam, de 22 a 24 de julho de 2016, a quarta edição do Campeonato Nacional de Acrobacia Aérea, em Pirassununga (SP), nas instalações da AFA. As competições ocorrem nas categorias Básica, Esporte, Intermediária e Ilimitada. Mais de 30 pilotos já confirmaram participação. Para acesso ao local das competições, por via aérea ou terrestre, é preciso se cadastrar no site do CBA.

domingo, 17 de julho de 2016

Especial de Domingo

Em 16 de julho, o Aeroclube de Ubatuba e o Núcleo Infantojuvenil de Aviação - NINJA - realizaram Oficina Técnica de introdução ao Aeromodelismo, dedicada aos jovens ubatubenses. Confira a seguir um pouco desta atividade que procura, também, despertar vocações, revelar talentos e estimular o zelo com as questões de segurança em aviação.
Boa leitura.
Bom domingo!

Aeromodelismo para iniciantes
Contando com a participação de escolas da rede pública e particular, o Aeroclube de Ubatuba e o Núcleo Infantojuvenil de Aviação - NINJA - promoveram neste sábado, 16 de julho de 2016, uma Oficina Técnica de Introdução ao Aeromodelismo.
O objetivo da atividade - prevista para vários meses - é detalhar os mecanismos de voo do aeromodelo, treinar o comando do aparelho, dar instrução sobre aviação e orientar sobre a montagem de kits doados por empresários da cidade.

Cada escola participante inscreveu sua equipe e indicou um professor-coordenador. Tudo é gratuito e os coordenadores são voluntários. As atividades terão grau de dificuldade adequado à faixa etária, com especial zelo às questões de segurança. Cada equipe indicou alguns alunos para pilotar os aeromodelos. Estes serão treinados em simulador de voo na Sala Gastão Madeira (sede do NINJA em Ubatuba-SP) através de agendamento para utilizar o equipamento, com a orientação de um instrutor.

Somente após muitas horas de voo no simulador o piloto passará para o treinamento em campo, onde o aluno, contando com um cabo trainer, comanda com o instrutor o mesmo aeromodelo, até atingir o voo solo, sempre com foco na segurança.
O aeromodelista Arthur Bastos, voluntário do NINJA, compartilhou a experiência de muitos anos na atividade, lembrando que - mais do que um hobby - a prática também é uma grande oportunidade para conquistar novas amizades.

No encontro deste sábado, entre vários pontos, os seguintes itens foram abordados:

1. Nomenclatura e informações.
2. Dicas para o primeiro modelo.
3. Segurança.
4. Oficina.
5. Materiais de construção e reparos.
6. Modelo do evento.

A programação prevê que após a completa capacitação das equipes, que engloba inclusive adquirir noções de teoria de voo e conhecimentos técnicos, acontecerá um grande encontro das escolas participantes, aberto ao público, com demonstrações de voo e outras atividades ligadas à prática do modelismo.

Confira a seguir mais detalhes sobre esta promoção do NINJA e do Aeroclube de Ubatuba:

Escolas inscritas:
Aurelina
Deolindo
Dominique
Florentina
Tancredo

Patrocinadores/doadores dos aeromodelos (kits):
Aeroclube de Ubatuba
Atmosfera
Instituto Salerno-Chieus
Tachão de Ubatuba

Próxima oficina técnica:
Dia 20 de Agosto de 2016, sábado, das 9h às 12h.
Local: Sala Gastão Madeira (Sede do NINJA / Colégio Dominique / Ubatuba-SP).

Definição dos pilotos e agendamento do treinamento em simulador:
Na primeira oficina técnica (16 de julho) a coordenação de cada escola apresentou aos representantes do Aeroclube de Ubatuba os alunos interessados em aprender a pilotar os aeromodelos. A partir desta data, os pilotos deverão agendar horário de treinamento no simulador do NINJA - Núcleo Infantojuvenil de Aviação, instalado na Sala Gastão Madeira (Colégio Dominique).

Data limite para inscrições remanescentes:
Fica estabelecido o dia 12 de agosto como a última data para incluir alunos interessados no projeto. Tal flexibilização atende ao pedido de coordenadores escolares que apontaram dificuldade de mobilização de mais alunos neste período de férias. Somente para os inscritos remanescentes, o NINJA irá promover uma atividade extra de reposição das atividades já desenvolvidas,  dia 13/8/2016, sábado, das 9h às 12h, na Sala Gastão Madeira.

Alunos de outras escolas interessados em participar:
Como em 2016 o número de equipes já está completo, eventuais alunos de outras escolas interessados em participar poderão integrar os times já definidos na condição de Aluno Convidado. Caso identifiquem algum estudante com este interesse, por gentileza, informem via ninja.aero@gmail.com até 12 de agosto.

Data da apresentação pública dos trabalhos:
A data da apresentação dos alunos ficará condicionada a evolução do treinamento das equipes, podendo ocorrer, se necessário, no próximo ano letivo.

Excursão:
Os alunos inscritos - com comprovada assiduidade - e seus respectivos coordenadores participarão de excursão (patrocinada) para São José dos Campos na ocasião do SAE BRASIL AeroDesign 2016 (início de novembro). Na oportunidade visitarão, também, o MAB - Memorial Aeroespacial Brasileiro.

sábado, 16 de julho de 2016

Transporte Aéreo

Novo cargueiro Hércules civil operará no Brasil
A Bravo Industries, anunciou, no Salão Aeronáutico Farnborough 2016, Inglaterra, que adquirirá 10 aviões cargueiros comerciais LM-100J Super Hercules da Lockheed Martin, uma evolução do consagrado cargueiro militar Hércules C130. A Bravo Cargas operará o LM-100J para operações de carga aérea no Brasil. "Quando examinamos o mercado e demandas regionais para as nossas operações de logística, houve apenas uma aeronave que pode fazer todos os trabalhos que precisávamos fazer para servir os nossos clientes: o LM-100J", disse JR Pereira, presidente e CEO da Bravo Industries. "A aeronave LM-100J é especialmente adequada para chegar a regiões do Brasil, que não possuem infraestrutura aeroportuária, onde fazemos negócios", completa.

Versão civil
A LM-100J é a versão civil certificada das testadas aeronaves militares C-130J Super Hercules da Lockheed Martin. O primeiro LM-100J está atualmente em produção e vai passar por uma atualização do certificado de tipo da FAA, antes da entrega em 2018. Com inovações de projeto o LM-100J funcionará como uma aeronave cargueiro multimissão comercial, uma plataforma de transporte rápido e eficiente de carga. O LM-100J incorpora os desenvolvimentos tecnológicos e aperfeiçoamentos ao longo das operações dos existentes L-100, que resultaram de anos de experiência operacional militar com o C-130J, incluindo mais de 1,3 milhões de horas de voo por parte dos operadores em 16 países.

sexta-feira, 15 de julho de 2016

Aeronaves

Chegou o Boeing 767 da FAB


A nova aeronave de transporte da Força Aérea Brasileira, matrícula FAB 2900 - um Boeing 767 - chegou ao Brasil, no dia 10 de julho de 2016.

O avião, que será operado pelo Esquadrão Corsário (2º/2º GTT), foi alugado pela Força Aérea em um contrato de três anos.

Saiba mais: Blog do NINJA de 13/06/2016

quinta-feira, 14 de julho de 2016

Segurança Operacional

TCC sobre Gerenciamento de Segurança Operacional ganha interesse da Anac
David Tolentino
O funcionário de manutenção da Helibras, David Tolentino, teve o Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) solicitado pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) para divulgação e implantação no setor de aeronavegabilidade da Agência. David Tolentino, mecânico de aeronave e formando de Ciências Aeronáuticas na Unisul Virtual, elaborou como projeto final da faculdade um trabalho sobre o Sistema de Gerenciamento de Segurança Operacional (SGSO) e a NBR 31010/2012. “Escolhi esse tema porque ainda buscamos no meio aeronáutico amadurecer e estruturar raízes para que o novo sistema de gerenciamento da segurança operacional possa ser completamente efetivo e aplicado de forma eficaz. Acredito que todos os envolvidos no setor da aeronáutica contribuem para o bem comum e a segurança de voo.”, disse Tolentino.

Meio aeronáutico
Durante seu estudo, David abordou o Gerenciamento de Risco à Segurança Operacional, com base em estudos da ICAO. Entendendo que o meio aeronáutico possui a capacidade de gerar novas tecnologias e, ao mesmo tempo, transformar ambientes e situações em grande velocidade, Tolentino escolheu duas ferramentas que a NBR fornecia para desenvolver o projeto: a análise da confiabilidade humana (ACH) e a manutenção centrada em confiabilidade (MCC). “A ACH possui a capacidade de avaliar as influências do erro humano no sistema, como também trata do impacto de pessoas sobre o desempenho do sistema. E a MCC é uma ferramenta que identifica as políticas a serem implantadas para o gerenciamento de falhas, desenvolvendo a segurança, a disponibilidade e a economia para os serviços realizados pelas empresas ou órgãos de aviação” disse Tolentino. Considerado de grande valia, o TCC está agora em estudo na ANAC.

Fonte: www.helibras.com.br

quarta-feira, 13 de julho de 2016

Farnborough 2016

Embraer faz bons negócios no Salão Aeronáutico da Inglaterra
A Embraer divulgou, no Farnborough Airshow, Inglaterra, as perspectivas de mercado (Market Outlook) de 2016 a 2035, no qual detalha as previsões da demanda de mercado para novos jatos nos próximos 20 anos. A Embraer projeta demanda de 6.400 novos jatos no segmento de capacidade de 70 a 130+ assentos (2.300 unidades no segmento de 70 a 90 assentos e 4.100 unidades na categoria de 90 a 130 assentos), cujo valor é de aproximadamente USD 300 bilhões, até 2035.

Kalstar Aviation
No Farnborough Airshow 2016 a Kalstar Aviation, operadora regional da Indonésia, assinou um pedido firme para cinco jatos E190-E2s. O contrato incluiu ainda cinco direitos de compra para o mesmo modelo, elevando o potencial total do pedido para até dez aeronaves. A encomenda tem valor estimado de USD 582 milhões, a preço de lista atual, se todos os direitos de compra sejam confirmados. A transação será incluída na carteira de pedidos da Embraer do terceiro trimestre de 2016. As entregas para a Kalstar estão programadas para começar no primeiro trimestre de 2020.

Nordic Aviation Capital
Outro anúncio da Embraer foi relativo à Nordic Aviation Capital (NAC), que fez um pedido firme para quatro jatos E190 da geração atual. Os novos E190 foram incluídos na carteira de pedidos da Embraer do segundo trimestre de 2016 e tem valor estimado de USD 199 milhões, com base no atual preço de lista. Estas novas aeronaves vão se juntar aos outros 69 E-Jets atualmente gerenciados pela NAC globalmente.

Arkia Israeli Airlines 
inda no Farnborough Airshow 2016, a Embraer anunciou uma Carta de Intenções da companhia aérea Arkia Israeli Airlines para até dez jatos E195-E2. A encomenda consiste em seis pedidos firmes e quatro direitos de compra.O contrato tem valor potencial de USD 650 milhões, se todos os direitos de compra forem exercidos, de acordo com o atual preço de lista.

terça-feira, 12 de julho de 2016

Contrails

O que são aqueles rastros brancos que alguns aviões deixam no céu?
Parece fumaça, mas não é. Os rastros brancos deixados no céu por alguns aviões são como pequenas nuvens, na verdade, formadas pela condensação do vapor de água na atmosfera. O fenômeno é conhecido como “trilha ou esteira de condensação” ou, em inglês, “contrails''. Geralmente, essas nuvens aparecem quando o avião está em uma altitude acima de 8.000 metros e com uma temperatura externa abaixo de -40ºC.

Como funciona
Normalmente, a temperatura externa dos aviões quando atingem grandes altitudes (acima de 8.000 metros) é bastante baixa, chegando a -50ºC. Ao mesmo tempo, as turbinas das aeronaves produzem uma descarga de gases quentes, com mais de 300ºC. Quando esses gases entram em contato com o ar extremamente frio, as pequenas gotas de vapor de água resfriam rapidamente e se condensam. Com o movimento do avião, o resultado é uma fina nuvem, que pode ser longa e duradoura ou curta e rápida, dependendo da umidade e da temperatura da atmosfera. Quanto mais frio e úmido, maior e mais duradouro será o rastro. Embora sejam constituídos, em sua grande maioria, por cristais de gelo, as trilhas também podem conter elementos provenientes da exaustão das aeronaves, como fuligem e dióxido de enxofre.  
Primeiras observações
Os primeiros trilhos de condensação foram observados durante e logo após o término da 1ª Guerra Mundial (1914-1918), quando os aviões finalmente alcançaram altitudes necessárias para o fenômeno. Uma das primeiras observações aconteceu em 1919, durante um voo em Munique, na Alemanha. Na ocasião, a aeronave alcançou uma altitude de pouco mais de 9.200 metros.

Fontes: Nasa e Departamento de Controle do Espaço Aéreo / Blog Todos a Bordo

segunda-feira, 11 de julho de 2016

Tráfego Aéreo

Operações paralelas simultâneas serão retomadas no aeroporto de Brasília
As operações paralelas simultâneas de pouso no Aeroporto de Brasília serão retomadas no dia 18 de julho de 2016. O anúncio foi feito durante palestra de esclarecimento voltada à comunidade aeronáutica que opera em Brasília (DF). O objetivo foi orientar pilotos e outros profissionais das aviações militar e civil sobre as Operações Paralelas Simultâneas no Aeródromo de Brasília. A atividade foi organizada pelo Primeiro Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle de Tráfego Aéreo (CINDACTA I). Mais de 70 pessoas assistiram à apresentação realizada pelo chefe do controle de aproximação de Brasília, Tenente Especialista em Controle de Tráfego Aéreo Cleveton Luciano Grings, que ressaltou a importância dos procedimentos serem seguidos. “A operação aqui requer critérios rígidos, cumprimento de normas e seguimento das orientações dos controladores de tráfego aéreo”, disse. O militar também destacou que as operações simultâneas foram homologadas por aeronaves do Grupo Especial de Inspeção em Voo (GEIV), que realizaram testes no aeródromo. Durante a palestra, os profissionais também foram informados que a retomada das decolagens simultâneas independentes está prevista para o dia 18 de agosto.

domingo, 10 de julho de 2016

Especial de Domingo

Um dos objetivos do NINJA - Núcleo Infantojuvenil de Aviação - é lançar um portal, de acesso gratuito, que auxilie professores de todo o Brasil a aplicar aulas de suas disciplinas reportando à cultura aeronáutica. O Portal do Ninja, que segue em fase de estruturação, trará sugestões de Planos de Aulas, da educação infantil ao ensino médio, abrangendo todas as matérias do núcleo comum. Hoje, reproduzimos um exemplo que pode ser utilizado como referência para a elaboração de uma aula que integre Biologia e Aviação. Confira!
Boa leitura.
Bom domingo!

Como a Biologia pode ajudar a atividade aérea
O que a biologia tem a ver com segurança operacional? Esses assuntos podem parecer distante. Mas para 20 alunos da Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC) que visitaram, no dia 18 de junho de 2016, o Esquadrão Orungan (1º/7º GAV), essa ligação já parece mais provável. A ida à unidade aérea localizada em Salvador (BA) fez parte da atividade de campo da disciplina de animais silvestres da UESC. Os alunos além de assistir às aulas sobre Risco de Fauna e Falcoaria, também conheceram mais sobre o trabalho do esquadrão, identificando pontos em comum entre a biologia e as atividade de prevenção, voltadas para os perigos de animais e aeronaves em um mesmo ambiente.
A atividade foi planejada e conduzida pelo biólogo Weber Galvão Novaes, mestre em zoologia e doutor em ecologia que atua na área de risco de fauna e contou com a participação do grupo Spizaetus Ambiental, que desenvolve atividades na área de falcoaria, importante ferramenta de manejo de aves nos aeródromos. O grupo também fez uma demonstração prática de falcoaria. O risco de fauna é área de atuação de diversas disciplinas incluindo a biologia, em que por meio do levantamento de dados de uma determinada espécie pode-se encontrar a melhor ferramenta, ou formas de manejo, para que a fauna característica de alguma localidade não apresente um risco às atividades desempenhadas dentro de uma área operacional. A atividade direcionada aos estudantes chamou atenção dos militares da unidade também. "Sempre gostei de aves de rapina e apesar de trabalhar na área operacional, nunca imaginei que aves, especialmente falcões, poderiam ajudar na segurança de operacional, já penso até em fazer um curso de falcoaria", disse o Soldado Pedro Lima.

Sons do mar
Os estudantes também tiveram a oportunidade de visitar a aeronave P-3AM Orion operada pelo Esquadrão Orungan. Durante a visita à aeronave, a estudante Evelyn Faroes ficou impressionada ao saber que as sonoboias, equipamentos lançados pela aeronave em missões antissubmarino, possuem hidrofones capazes de detectar ruídos produzidos não só por submarinos, mas também por animais como baleias e crustáceos. "Interessante saber que existem coisas em comum com a minha atividade, na área da biologia e na atividade militar, acho que podemos no futuro utilizar esses dados para pesquisas com esses animais", enfatizou a estudante.

Texto: Tenente Evellyn Abelha, da Agência Força Aérea.

Saiba mais: Blog do NINJA de 17/07/2013

sábado, 9 de julho de 2016

FAB TV

Programa Conexão FAB de julho de 2016
O programa mensal Conexão FAB de julho de 2016, produzido pelo Centro de Comunicação Social da Aeronáutica (Cecomsaer), destaca a campanha de testes realizada, em Campo Grande (MS, pelo protótipo do cargueiro KC-390 com o seu primeiro lançamento de paraquedistas. O programa também aborda os exercícios Transportex - que reuniu os esquadrões da aviação de transporte da Força Aérea na capital sul matogrossense - e Sabre, com integrantes das aviações de caça e reconhecimento em Anápolis (GO). Outra abordagem é o treinamento de tripulantes em Defesa Química Biológica, Radiológica e Nuclear.

sexta-feira, 8 de julho de 2016

Espaço

Projeto Circuito Espacial mostra o Centro de Lançamento de Alcântara para estudantes
O Centro de Lançamento de Alcântara (CLA) recebeu, no dia 27 de junho de 2016, 25 estudantes do terceiro ano da rede estadual de ensino como parte projeto Circuito Espacial nas Escolas. Essa foi a primeira visita das quatro que serão realizadas até o final de 2016, com os alunos selecionados com as melhores notas das escolas participantes do projeto. No CLA, os alunos assistiram à palestra de apresentação da instituição, visitaram o Centro de Controle, onde ocorre a coordenação das operações de lançamento realizadas no CLA. Na sequência, puderam ainda realizar a visita pelas instalações do Setor de Preparação e Lançamento (SPL), Prédio de Segurança, Prédio de Depósito de Propulsores, o Prédio de Preparação de Propulsores, o Centro de Controle Avançado. Ainda no SPL, os alunos foram até à Torre Móvel de Integração (TMI), a plataforma de preparação e lançamento do principal foguete de fabricação nacional, o Veículo Lançador de Satélites (VLS). Os estudantes puderam conhecer de perto a logística da unidade estratégica da Força Aérea Brasileira - responsável pelo lançamento e rastreio de engenhos aeroespaciais no país - e a carreira militar.

Projeto
O Circuito Espacial nas Escolas é uma parceria do CLA com o Governo do Estado do Maranhão por meio da Secretaria Estadual de Educação e tem por objetivo despertar o interesse dos estudantes por áreas ligadas à ciência e tecnologia.Dividido em dois momentos possibilitará a professores e alunos a compreender os programas espaciais, conhecer a realidade do Centro de Lançamento de Alcântara. Até o final do ano, o Circuito Espacial percorrerá outras escolas da rede estadual e selecionará mais estudantes para visitar o espaço.

quinta-feira, 7 de julho de 2016

Carreiras na Aviação

Veteranos especialistas fazem a 15ª reunião na EEAR
A Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR), localizada em Guaratinguetá (SP), sediou, no dia 01 de julho de 2016, o XV Encontro Nacional de Veteranos Especialistas, denominado “De Volta ao Berço”. O evento, organizado anualmente, reuniu nesta 15ª edição mais de 1.500 veteranos, formados desde 1943, de vários estados brasileiros. Os militares aproveitaram o encontro para matar saudades da EEAR, de instrutores e companheiros de turmas. Os veteranos foram recebidos por militares do efetivo e participaram de um “tour” pela Escola, observando as transformações ocorridas ao longo do tempo, tanto em relação à modernização dos prédios quanto em relação à própria formação do Especialista de Aeronáutica, como a criação de novas especialidades e a criação do Corpo Feminino, a partir de 1998. Na sequência, veteranos e familiares foram recepcionados pela Banda Sinfônica da EEAR em frente ao Prédio do Comando. “É sempre emocionante e muito gratificante retornar a esta Escola”, disse o Tenente-Coronel Reformado Fernando Arahy Baptista, especialista da Turma 12/1944, presença constante nos Encontros de Veteranos. O Capitão da Reserva Décio Schettert voltou a cruzar os portões da EEAR depois de 40 anos. "Sinto-me orgulhoso, feliz e honrado por retornar a EEAR, onde fiz grandes amigos. Aqui estou para reviver esses grandes momentos. Na EEAR, fui talhado para servir à Pátria, honrá-la e dignificá-la, nunca esquecendo a formação humana que recebi. Participar da comemoração dos 40 anos de ingresso da 168ª Turma do Curso de Formação de Sargentos é um momento especial pois rememora as inesquecíveis experiências vividas com meus companheiros da Escola de Especialistas de Aeronáutica”, ressaltou.

De Sargento a Brigadeiro
A cerimônia militar, presidida pelo Comandante da EEAR, Brigadeiro do Ar Jayme Ferreira Junior, contou com a presença do Major-Brigadeiro do Ar Walacyr Cheriegate. Ele foi aluno da EEAR em 1960 e, após trabalhar como sargento especialista em desenho técnico, fez concurso para a Escola de Aeronáutica (antecessora da atual AFA - Academia da Força Aérea), onde formou-se como oficial aviador e chegou à patente de Major-Brigadeiro. Então como Brigadeiro do Ar, voltou à EEAR para ser o 31º Comandante da Unidade. Na 15ª Reunião, Walacir - hoje na reserva - integrou o grupamento de veteranos e desfilou ao som da Canção do Especialistas. Líder em todas as suas ações na Força Aérea Brasileira, Walacir é sempre lembrado pelos seus milhares de admiradores. Segundo ele, em suas palestras sobre Chefia e Liderança, "a palavra convence mas o exemplo arrasta". Escreveu, em parceria com sua esposa Diolásia, o livro "Trajetória de honra: de sargento a brigadeiro", onde descreve - como pontuou Daniel Samways - muito bem seu estilo de liderança honesta, mobilizadora e inspirada. Um homem íntegro, de grande caráter pessoal e exímio militar que ao mesmo tempo nunca perdeu sua simplicidade e sua humildade.

quarta-feira, 6 de julho de 2016

Embraer/Eleb

Eleb, subsidiária da Embraer, terá usinagem em Taubaté(SP)
A Embraer anunciou a ampliação das instalações da subsidiária Eleb, fabricante de trens de pouso e componentes para aviões, com uma nova unidade em Taubaté (SP). O centro de usinagem que será construído no local poderá ser inaugurado até o fim de 2017, gerando 50 novos empregos. A estrutura, de 4,2 mil metros quadrados, será anexa ao centro de distribuição e logística que a fabricante de aviões mantém em Taubaté desde 2008. O centro de usinagem será de grande porte e trabalhará com metais duros como aço e titânio, usados nos trens de pouso de aviões de maiores dimensões. A fábrica atenderá a demanda do cargueiro KC-390 e dos novos jatos E190-E2. Mesmo com a inauguração da nova instalação em 2017, serão mantidas as operações da Eleb em São José dos Campos (SP).

terça-feira, 5 de julho de 2016

Civismo

FAB homenageia Santos Dumont na troca da Bandeira em Brasília
Um dia especial. É assim que o brasiliense que mora na Espanha há 20 anos, Einstein Fiuza, definiu a solenidade de troca da Bandeira Nacional realizada no domingo, 03 de julho de 2016, na Praça dos Três Poderes, em Brasília (DF). A cerimônia organizada neste mês pela Força Aérea Brasileira homenageou Alberto Santos Dumont, que completaria em julho 143 anos. De férias com a família no Brasil, Einstein fez questão de incluir a solenidade de troca da Bandeira na programação e levou os dois filhos e a esposa espanhola, Isabel Delgado. “Eu gosto muito do Brasil, e toda vez que venho para cá, faço questão de conhecer o dia-a-dia do brasileiro. Achei a solenidade muito linda, muito especial”, declarou Isabel. “Nós temos a chance de disseminar o que esse herói brasileiro fez pelo País, como os seus inventos e renúncia por patentes, o que demonstra seu altruísmo”, declarou o Major-Brigadeiro Rui Mesquita, comandante do Sexto Comando Aéreo Regional.

Maior Bandeira do Brasil
Com uma área total de 280 m² e peso de aproximadamente 90 kg, a Bandeira Nacional da Praça dos Três Poderes é arriada mensalmente, quando o pavilhão substituído desce após a nova bandeira chegar ao topo do mastro de 110 metros de altura. Todos os meses, Marinha, Exército, Aeronáutica, Polícia Militar e Corpo de Bombeiros se revezam na condução da cerimônia, que ocorre desde 1973.

segunda-feira, 4 de julho de 2016

ARP

Militares empregarão o FT100 nos Jogos Olímpicos
A ARP - Aeronave Remotamente Pilotada FT-100 voará nos Jogos Olímpicos, em missões militares de segurança. O drone é desenvolvido pela FT Sistemas, de São José dos Campos (SP). Com a missão de reduzir riscos e neutralizar ameaças, a tecnologia da FT Sistemas tem capacidade de envio em tempo real de vídeos e metadados de interesse estratégico e operacional para centros de Inteligência, Comando e Controle (IC2), e também para Coordenação, Cooperação e Colaboração (3C). Além do treinamento operacional do equipamento ministrado pela FT Sistemas, estudos de campo estão sendo realizados diretamente pelo Exército Brasileiro e pela Marinha, que são os responsáveis pela operação do FT-100 durante os eventos da Rio 2016.

domingo, 3 de julho de 2016

Especial de Domingo

Uma possível solução para ligação entre cidades não servidas por aviação regular - e que necessitam do modal de transporte aéreo - é o estabelecimento de rotas operadas por aeronaves de pequeno porte. Esta hipótese - tendo como exemplo uma linha entre São Paulo e Ubatuba - será apresentada na 19ª Conferência Internacional de Sistemas Inteligentes de Transporte (19th International IEEE Conference on Intelligent Transportation Systems), de 1 a 4 de novembro de 2016, no Rio de Janeiro, pelos pesquisadores Roberto Tadeu de Araujo e Marcio Ney da Silva Duarte, do Instituto de Controle do Espaço Aéreo. Na última semana, eles apresentaram considerações preliminares do trabalho na reunião Café Voador, promovida mensalmente pelo NINJA – Núcleo Infantojuvenil de Aviação e Aeroclube de Ubatuba.
Boa leitura!
Bom domingo! 

Hipótese de transporte aéreo inter-regional:
Ubatuba, um estudo de caso
Uma possível solução para a problemática do transporte inter-regional entre o litoral norte paulista, mais o município de Paraty (RJ), e a cidade de São Paulo (SP), é a hipótese de voos de baixo custo realizados por aviões de pequeno porte, a partir do Aeroporto Gastão Madeira, localizado em Ubatuba (SP). O adensamento populacional das áreas urbanizadas provocam impactos importantes no meio ambiente urbano, além do natural. Visando repará-los ou atenuá-los desenvolveu-se o conceito de “Cidade Inteligente”. A implantação da atividade de um Sistema de Transporte Inteligente eficiente deve ser consolidado com medidas e projetos que proporcionem conforto e funcionalidade nos modelos de transporte já existentes. Assim, uma hipótese de solução para questões de mobilidade e acessibilidade para uma determinada cidade ou região é a adoção do transporte aéreo inter-regional. Artigo com esta temática será apresentado na 19ª Conferência Internacional de Sistemas Inteligentes de Transporte (19th International IEEE Conference on Intelligent Transportation Systems), em novembro de 2016, no Rio de Janeiro, pelos pesquisadores Roberto Tadeu de Araujo e Marcio Ney da Silva Duarte, do Instituto de Controle do Espaço Aéreo.

Considerando o fluxo turístico na área formada pelo litoral norte paulista - formado pelos municípios de Ilhabela, São Sebastião, Caraguatatuba e Ubatuba - e mais Paraty (RJ), somando perto de 550 quilômetros de costa, propõe-se um estudo de caso para despertar discussão acerca da possibilidade de se estabelecer uma linha aérea ligando o aeroporto de Ubatuba com o de Congonhas, na capital São Paulo.

De acordo com as aerovias disponíveis para ligação entre os dois aeroportos, a distância de voo seria próxima de 180 quilômetros. O curto tempo de voo e o custo da passagem aérea compensariam eventuais dificuldades de acesso por via terrestre, haja vista o excesso de tráfego e frequentes congestionamentos nas estradas de acesso, principalmente em feriados prolongados ou alta temporada de férias.

O aeroporto Gastão Madeira, em Ubatuba, possui pista de 940 metros de comprimento e localiza-se nas coordenadas (23°26’29”S / 045°04’34”W). É administrado pelo Departamento Aeroviário do Estado de São Paulo (DAESP) e poderá ser operado pela iniciativa privada, por meio de processo de concessão em andamento. Tem como facilidades atuais: serviço de abastecimento, dois hangares, um pequeno terminal de passageiros e estacionamento. No ano de 2015 teve 3446 operações de pouso e decolagem e movimento de 3260 passageiros. Tendo em vista as dimensões da pista de pouso de Ubatuba, a expectativa do número de passageiros e o custo operacional, propõe-se, como exemplo, a operação com a aeronave Cessna 208 Caravan ou similar.

Esta aeronave é largamente empregada em voos de baixo custo em outras partes do globo. Desta forma, o acesso por via aérea seria para os cinco municípios da área de estudo que, juntos, representam um PIB – Produto Interno Bruto de 16 bilhões de reais, de acordo com dados de 2013 do IBGE (Ubatuba R$ 1,5 bilhão; São Sebastião R$ 5,7 bilhões; Ilhabela R$ 3,3 bilhões; Caraguatatuba R$ 2,4 bilhões; Paraty 3,1 bilhões). No mesmo ano, segundo o IBGE, o PIB do município de Florianópolis (SC), que é servido pelas principais empresas aéreas, foi de R$ 14 bilhões. O Caravan é um monomotor turboélice de asa alta, com capacidade para transportar nove ou dez passageiros. Voa a 320 Km/h e consome cerca de 200 litros de querosene de aviação por hora, o que pode representar consumo médio de 0,07 litro/passageiro/Km voado.