Voar é um desejo que começa em criança!

sexta-feira, 29 de julho de 2016

Biblioteca Ninja

Livro apresenta mais de 300 aeronaves militares brasileiras usadas entre 1916 e 2015
Obra reúne fichas técnicas de helicópteros e aviões da FAB, Marinha e Exército
Mais de 300 aeronaves militares em cem anos de história, esse é o conteúdo abordado no livro “Aeronaves Militares Brasileiras – 1916-2015” lançado dia 27 de julho no Clube da Aeronáutica, em Brasília (DF). A obra do pesquisador Jackson Flores Jr. (falecido em 2013) reúne as fichas técnicas detalhadas de cada aeronave, fotos que ilustram a variedade de empregos, versões e configurações dos aviões e perfis coloridos que mostram os diversos padrões de pintura utilizados. Autoridades civis e militares da Força Aérea Brasileira, Marinha e Exército participaram do lançamento, entre eles o Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Nivaldo Luiz Rossato. “Temos orgulho de vermos publicado mais um exemplar do extenso legado de Jackson Flores Junior em prol da história da aviação de nosso País. A obra faz um importante paralelo que relata a atuação das Forças Armadas no papel da defesa e da integração de nosso vasto território”, afirmou o Tenente-Brigadeiro Rossato. Para realizar o projeto, as três Forças Armadas abriram as portas de diversas unidades para pesquisa e obtenção de subsídios, entre elas o Musel Aeroespacial (MUSAL) e o Instituto Histórico-Cultural da Aeronáutica (INCAER). “Essa obra terá um significado muito importante para os pesquisadores, para aqueles que são aficionados por aviões e principalmente para os que sonham ou sonharam em ser aviador, em ser piloto”, explicou o Diretor do INCAER, Tenente-Brigadeiro do Ar da Reserva, Ailton Pohlmann. “Aeronaves Militares Brasileiras - 1916-2015” apresenta os aviões e os helicópteros da FAB, Marinha e Exército que ajudaram a escrever a história da aviação do Brasil nas missões de guerra, patrulha marítima, transporte, misericórdia, vigilância, reconhecimento e mapeamento. “Resgatar essa história e juntar todo o material foi um trabalho hercúleo dos autores e, por sorte, depois de nove anos de trabalho conseguimos completar”, destacou o editor do livro, Carlos Lorch. O livro foi inspirado na publicação “Aviação Militar Brasileira – 1916-1984” do entusiasta da aviação Francisco Cândido Pereira – conhecido como Chico Pereira. Em 2003, a Action Editora, investigou a possibilidade de aprofundar o trabalho de Chico Pereira, do qual Jackson participou, e o convidou para realizar o projeto. Jackson trabalhou na produção do livro até 2013, quando faleceu por complicações cardíacas. A obra foi completada por uma equipe de colaboradores composta por diversos profissionais ligados à aviação. Jackson foi homenageado durante a cerimônia. A irmã do autor, Rafaela Teruszkin, recebeu os cumprimentos pelo trabalho do pesquisador. "Ele se dedicou muito. Então, eu recebo com muito carinho essa linda homenagem que fizeram para ele”, afirmou. Sobre o autor – Jackson Flores Jr. se destacou no meio aeronáutico por sua paixão pela história da Aviação Mundial. Seu notório conhecimento sobre o tema logo foi reconhecido e além de participar da produção do livro de Chico Pereira, recebeu um convite para trabalhar no Museu Aeroespacial (MUSAL). Foi o autor de diversos livros sobre o assunto, entre os eles “Aviação Naval Brasileira”, “VARIG, Uma Estrela Brasileira”, “Aviação Brasileira, Sua História Através da Arte” entre outros. Publicou diversos artigos e reportagens, algumas das quais lhe renderam o Prêmio Santos Dumont de Jornalismo, que escolhe anualmente o melhor artigo sobre o aviação no País.

Fonte: FAB