Voar é um desejo que começa em criança!

sábado, 21 de janeiro de 2017

Espaço

Satélite geoestacionário do Brasil entra em órbita em março
O Brasil colocará em órbita, em março de 2017, um satélite para permitir, entre outras aplicações, a melhora na fiscalização dos 17 mil quilômetros de fronteira com 10 países sul-americanos. O SGDC - Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações assegurará o serviço de banda larga para todo território nacional. A operação do SGDC será feita a partir do Centro de Operações Espaciais, em Brasília.

Lançamento
O lançamento do SGDC está previsto para o dia 21 de março, às 19 horas, do Centro Espacial de Kourou, localizado na Guiana Francesa. O satélite, adquirido pela Telebras, terá uma banda KA, a ser utilizada para comunicações estratégicas do governo e implementação do Programa Nacional de Banda Larga (PNBL), e uma banda X, que corresponde a 30% do equipamento, de uso exclusivo das Forças Armadas. Com o SGDC, o Brasil passará a fazer parte do seleto grupo de países que contam com seu próprio satélite geoestacionário de comunicações, diminuindo a necessidade de alugar equipamentos de empresas privadas, o que gerará uma economia significativa aos cofres públicos e maior segurança em suas comunicações. O SGDC expandirá a capacidade operacional das Forças Armadas, por exemplo, em operações conjuntas nas regiões de fronteira terrestre, em eventuais operações de resgate em alto mar e ainda no controle do espaço aéreo.

Texto: Adaptado do original no Portal Brasil