Voar é um desejo que começa em criança!

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

Aviação Naval

Marinha desativa porta-aviões São Paulo 
A Marinha do Brasil anunciou a desativação do porta-aviões NAe São Paulo. O navio-aeródromo já não navegava desde 2014 e necessitava de reparos. A desmontagem de componentes do navio, eventualmente reaproveitáveis, ocorrerá nos próximos três anos. A Força naval avaliou que uma modernização da embarcação demandaria alto investimento financeiro, conteria incertezas técnicas e necessitaria de um longo período de conclusão. A aquisição de um novo porta-aviões ocupará a terceira prioridade de aquisições, atrás do PROSUB (submarino de propulsão nuclear) e o programa de construção das corvetas Classe Tamandaré. Sem um aeródromo flutuante, as operações dos jatos AF-1 continuarão a partir da Base Aérea Naval, em São Pedro da Aldeia (RJ). O NAe São Paulo, substituto do NAe Minas Gerais, iniciou as operações em 23/07/1960 com a Marinha da França, sob a denoninação Foch. Em 17/02/2001, foi incorporado à Marinha do Brasil.