Voar é um desejo que começa em criança!

terça-feira, 11 de abril de 2017

Guiness Records

Esquadrilha da Fumaça recebe certificado de recorde com 12 aeronaves em voo invertido
A Esquadrilha da Fumaça recebeu, no dia 6 de abril de 2017, o certificado de recorde mundial dos representantes do Guinness World Records na América Latina, na Academia da Força Aérea Brasileira (AFA), em Pirassununga (SP). Os pilotos bateram um recorde voando com 12 aeronaves de dorso, durante 30 segundos. O recorde já tinha sido homologado em outubro de 2006 durante uma apresentação na AFA. Após 10 anos, o recorde continua sendo da Esquadrilha da Fumaça, que já havia conquistado o feito em 1996 com 10 aviões e depois em 2002, com 11. A entrega do certificado do recorde mundial aos pilotos da esquadrilha foi feita pelo diretor do Guinness na América Latina, Carlos Martinez. A solenidade aconteceu no salão histórico do hangar do EDA.

Desafio
Dois dos 12 pilotos que participaram da acrobacia foram homenageados durante a entrega do certificado. Eles falaram sobre desafio de realizar voo invertido com vários aviões simultaneamente. "As dificuldades são de que se houver falha todos têm que saber o que fazer rapidamente", contou o piloto capitão Ricardo Beltrão Crespo. "O desafio nos motiva, estávamos bastante preparados para realizar aquele voo" disse o capitão e instrutor de voo Afonso Henrique Junqueira de Andrade. No teto do hangar foram colocados dois aviões de cabeça para baixo para lembrar aos visitantes que o voo invertido é a especialidade da Esquadrilha da Fumaça. Os três recordes foram batidos com o modelo T- 27 Tucano, um avião de treinamento que a esquadrilha deixou de usar há quatro anos. Atualmente a equipe utiliza o modelo A-29 Super Tucano.