Voar é um desejo que começa em criança!

sábado, 4 de outubro de 2014

Esportes Aéreos

Paratrike, derivado do parapente, voa com até duas pessoas
O interesse do controlador de tráfego aéreo Aldisio Pereira Barbosa, de 47 anos, por esportes radicais é anterior à sua chegada ao Acre, em 2011. Ele já praticava o parapente no Ceará, estado onde nasceu. E em Rio Branco, devido às condições do vento, a prática mais comum é o paramotor. No entanto, o cearense se prepara para voar pela primeira vez de paratrike. O paratrike é uma derivação do paramotor, de acordo com Barbosa. "O paratrike é um esporte que envolve a vela do parapente, a motorização, que fica acoplado na estrutura metálica do equipamento. Pode ser uma estrutura básica com três rodas ou mais complexa com mais carenagem", explica. O esportista conta que, no momento, está fazendo testes com três estruturas para verificar qual se adapta melhor. Ele garante que o voo, cuja velocidade deve variar de 35 a 40 km/h, será feito até o final de 2014. Barbosa afirma que será o primeiro a voar de paratrike no estado. O aparelho tem a vantagem de permitir um passageiro no voo, cuidando de aspectos meteorológicos como o calor e falta de vento, que podem dificultar a sustentação e, consequentemente, a decolagem.

Fonte: G1