Voar é um desejo que começa em criança!

sexta-feira, 12 de maio de 2017

SGDC

Satélite brasileiro entra em operação em junho
A previsão é que o primeiro satélite geoestacionário do Brasil (SGDC), lançado ao espaço no dia 04 de maio de 2017, chegue à sua órbita e posição final no dia 13, após dar sete voltas ao redor da Terra para ficar estacionado, e entre em operação até junho deste ano. O Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicação (SGDC) pesa aproximadamente seis toneladas e será posicionado a uma altura de 36 mil quilômetros de distância da superfície terrestre, cobrindo todo o território brasileiro e parte do Oceano Atlântico. O projeto, de 2,8 bilhões de reais, é resultado de uma parceria entre a Telebras e os ministérios da Defesa e Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações. O SGDC deverá atuar principalmente nas questões de segurança interna e externa do governo, como na vigilância de fronteiras e controle do espaço aéreo brasileiro. Outro objetivo é garantir a segurança das comunicações militares, transferências de dados que envolvam questões sigilosas, e também blindar informações, protegendo-as de possíveis ataques de hacker ao governo. Hoje, o Brasil precisa alugar satélites de empresas privadas para realizar essas tarefas. A vida útil total do satélite é de 18 anos e a expectativa é que o dispositivo ainda amplie a oferta de internet banda larga, principalmente nas áreas de difícil acesso do Brasil. Esse serviço de conexão, porém, deverá ter início apenas em setembro de 2017. Além disso, de acordo com a Telebras, o serviço de banda larga será terceirizado e operadoras de internet vão administrar e comercializar o acesso.