Voar é um desejo que começa em criança!

quarta-feira, 20 de abril de 2016

Anuário de Tráfego Aéreo 2015

Compêndio estatístico mostra o movimento aéreo de 2015 no Brasil
O Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA), por intermédio do Centro de Gerenciamento de Navegação Aérea (CGNA), lançou o Anuário Estatístico de Tráfego Aéreo 2015. O compêndio, que é fonte para estudiosos, pesquisadores e empreendedores do ramo, registra o tráfego aéreo em 33 aeroportos brasileiros, nas imediações de um aeródromo e em cinco regiões de voo brasileira, ao longo de 2015. O objetivo é refletir o atual comportamento da aviação brasileira, fornecer instrumentos necessários para a identificação de necessidades da infraestrutura aeroportuária e apresentar dados relativos à evolução do tráfego de aeronaves.

Organização
O Anuário é organizado em três seções: Aeródromo, TMA (Área de Controle Terminal)/CTR (Zona de Controle) e FIR (Região de Informação de Voo). A primeira seção apresenta informações sobre 33 aeródromos pertencentes ao Sistema de Controle do Espaço Aéreo Brasileiro (SISCEAB) e aborda diversos temas, como movimentos totais e mensais, movimentos por tipo de voo (comercial, geral ou militar), percentuais de crescimento, atrasos da aviação comercial e ranking de fluxos entre aeroportos (nacionais e internacionais) e possibilita a comparação dos movimentos nos últimos três anos. A seção sobre as TMA e CTR, que são as áreas situadas na confluência de rotas e nas imediações de um ou mais aeródromos, mostra o ranking de movimento, evolução anual e mensal, além de avaliação do comportamento do movimento médio por dia da semana, tanto em Controle de Aproximação (APP) automatizado quanto em não automatizado. A última seção apresenta informações sobre a evolução dos movimentos mensais e anuais de aeronaves em cinco Regiões de Informação de Voo brasileiras (FIR Brasília, FIR Curitiba, FIR Recife, FIR Atlântico e FIR Amazônica).

Aeroportos mais movimentados
O aeroporto mais movimentado do País é o de Guarulhos, com 299.457 operações em 2015. Todavia, houve uma diminuição do movimento em relação a 2014. A aviação geral recuou 26,9% e a comercial diminuiu 1,4%. Na sequência, estão: Congonhas, Brasília, Galeão, Santos Dumont, Viracopos e Confins. Entre os sete aeroportos que tiveram mais movimentos, apenas os de Confins e Congonhas registraram crescimento nos totais de operações em 2015. Brasília se manteve estável e os demais recuaram em relação aos números totais do ano anterior. Dos sete aeroportos mais movimentados, cinco são atualmente administrados por empresas privadas, em regime de concessão: Guarulhos, Galeão, Confins, Brasília e Viracopos.


Movimento nos aeroportos do governo de SP:
Blog do NINJA de 29/03/2016