Voar é um desejo que começa em criança!

quarta-feira, 27 de julho de 2016

Solar Impulse II

Impulse II encerra viagem e é 1º avião a cruzar o mundo com energia solar
O avião Solar Impulse II pousa em aeroporto de Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos. Movida apenas por energia solar, a aeronave completou a volta ao mundo após aterrissar às 4h05 , 26/7(horário local) (Foto: Aya Batrawy/AP)
O avião Solar Impulse II, movido apenas a energia solar, completou sua volta ao mundo após aterrissar no aeroporto internacional de Abu Dhabi às 4h05, 26 de julho, (horário local - 21h05 de Brasília, 25 de julho de 2016), mesmo ponto de onde partiu em março de 2015. "Este momento é muito especial para nós, completamos esta viagem passo a passo e estamos muito emocionados com a chegada a Abu Dhabi", disse André Borschberg, segundo piloto da aeronave, à agência EFE. O avião foi pilotado por Bertrand Piccard na última etapa entre Egito e Emirados Árabes Unidos. O Impulse completou 42.000 quilômetros em 17 voos, para os quais necessitou de mais de 500 horas sobrevoando o mar de Arábia, Índia, Mianmar e China, os oceanos Pacífico e Atlântico, os Estados Unidos, o sul da Europa e o norte da África. Por volta das 19h GMT (16h em Brasília) desta segunda, o avião já tinha percorrido 2.500 km em sua última viagem. Foram 44 horas desde sua saída do Cairo, no Egito, segundo a AFP. "Lancei o projeto @solarimpulse em 2003 para transmitir a mensagem de que as tecnologias limpas podem conseguir o impossível", disse Piccard em uma publicação no Twitter. Borschberg também destacou na rede social que o Solar Impulse II "é ao mesmo tempo o primeiro avião com resistência ilimitada e a única aeronave experimental autorizada a sobrevoar as cidades". O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, expressou sua "profunda admiração" por esta iniciativa. "É um dia histórico não só para vocês, mas também para a humanidade", acrescentou em uma conversa com Piccard transmitida ao vivo. Neste domingo (24), o avião decolou do aeroporto do Cairo com destino a Abu Dabi. "É um projeto para a energia e para um mundo melhor", afirmou Piccard, antes da decolagem, acrescentando que a viagem seria "difícil". "É uma região muito, muito quente (...). O voo será esgotante", completou. Com um peso de uma tonelada e meia, tão largo quanto um Boeing 747, o Solar Impulse II voa graças a baterias que armazenam a energia solar captada por 17.000 células fotovoltaicas em suas asas. Em geral, o avião se movimenta a uma velocidade de cerca de 50 km/h, que pode ser duplicada quando está exposto ao sol.

Fonte: G1