Voar é um desejo que começa em criança!

sábado, 11 de fevereiro de 2017

Aeroportos

Infraero terá reestruturação
O governo federal planeja a adoção de duas medidas para reestruturar a Infraero – Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária. Além de manter a administração dos aeroportos de Congonhas e Santos Dumont, com uma “nova Infraero”, as atividades de navegação aérea deverão ser transferidas para o Ministério da Defesa, dando fôlego ao caixa da estatal. Outra decisão é a criação de uma empresa de serviços com a operadora alemã Fraport. Segundo uma fonte ligada às negociações, as duas medidas já têm consenso por parte das equipes do governo, que incluem Ministério do Planejamento e Casa Civil.

Tráfego Aéreo
No caso das atividades de navegação aérea, relacionadas a órgãos de tráfego aéreo, a medida retiraria da folha de pagamento da estatal cerca de 2 mil funcionários (de um total de 10 mil). Esses trabalhadores serão transferidos para uma empresa que será criada pelo Ministério da Defesa. Além disso, a transferência das atividades daria fôlego de quase R$ 60 milhões ao caixa da Infraero (esse prejuízo já chegou a R$ 200 milhões antes do aumento das tarifas). Procurada, a Aeronáutica – responsável pelo assunto – afirmou que, em princípio, será criada uma subsidiária da Infraero e depois uma empresa independente de recursos do Tesouro Nacional. A empresa será vinculada ao Ministério da Defesa, por meio do Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA), subordinado ao Comando da Aeronáutica.

Fonte: Gazeta de Alagoas